O candidato Lourisvaldo Manoel de Oliveira (Fulô – PMDB) teve sua candidatura deferida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Fulô havia recebido pedido de impugnação contra a sua candidatura devido à aplicação de uma multa por propaganda irregular na campanha de 2000, quando foi candidato a vereador pelo PSDB. Ele alegou em sua defesa que o valor já havia sido pago e que apresentou os comprovantes de parcelamento.

Advertisements
Leia também:  Longe da política; Verinha termina mestrado

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.