Mike comemora o gol da vitória do Inter sobre a
Ponte Preta (Foto: Alexandre Lops/Divulgação/Inter)

Mike esteve em campo durante 17 minutos. Aos 30 minutos da segunda etapa, ele deixou o banco de reservas e, aos 47, não deixou transparecer seus 19 anos e teve frieza suficiente para ver o posicionamento de Edson Bastos e colocar no canto direito do goleiro da Ponte Preta. Herói da vitória, o garoto admitiu que se emocionou com o primeiro gol com a camisa colorada:

– Foi muito emocionante. O primeiro gol é sempre especial. Ainda mais com a presença da torcida. O Fernandão falou para eu ir para cima e ter personalidade. Na hora, o atacante precisa ter calma. Eu fui feliz.

Apesar da felicidade, o garoto preferiu dividir os méritos com os companheiros. O atacante afirmou que os três pontos vieram pela dedicação da equipe durante os 90 minutos.

Leia também:  1º Campeonato de Futebol Amador está com inscrições abertas até segunda

Contratado junto ao Paulista em 2011, o camisa 36 é comparado a Nilmar pelo estilo de jogo. Mike revelou que admira o atacante do Al-Rayyan e, assim como o ex-colorado, tem como principal característica a movimentação:

– Eu sou atacante de lado, gosto de buscar a bola. Não sou atacante de ficar parado. O Nilmar é um grande jogador e procuro me espelhar em atletas desse nível.

Após seu quinto jogo pelo Inter, Mike disse que segue recebendo orientações, tanto dos companheiros quanto da comissão técnica. Na busca por um espaço na equipe, o atacante afirmou que deseja levantar taças pelo clube gaúcho, mas sendo mais utilizado entre os profissionais:

Leia também:  Árbitros de Mato Grosso participam de curso promovido pela CBF

– Muitas pessoas me ajudaram. Espero evoluir e conquistar títulos pelo Inter. Jogando.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.