O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), órgão vinculado ao MEC (Ministério da Educação), abriu processo de licitação para comprar 100 mil lacres que serão usados para aumentar a segurança dos exames organizados pela pasta, como o Enem, a Prova Brasil e o Enade.

De acordo com a assessoria de comunicação do Inep, diferentemente dos lacres comuns, feitos de plástico, o modelo licitado poderá ser reutilizado até sete vezes. Além disso, os lacres serão colocados nos malotes de prova ainda na gráfica, permitindo saber o momento de abertura das provas.

O dispositivo de segurança deverá fazer o registro do momento de abertura da embalagem, o que, segundo o Inep, ajudará a controlar o horário de início das provas e evitar fraudes O custo do projeto é de R$ 19,93 milhões.

Leia também:  Ex-marido foge após esfaquear grávida durante discussão em São Paulo

As empresas interessadas devem entregar a proposta de licitação a partir do dia 10 de setembro. Ainda segundo a assessoria de imprensa, ainda não foi definido se os lacres serão usados no Enem deste ano.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.