Foto: Arte GENet

A três rodadas do fim do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, dois dos principais times do Campeonato Brasileiro tentam encaixar uma sequência positiva para ter vida mais tranquila na segunda metade do torneio. E é para, enfim, arrancar que Palmeiras e Flamengo se enfrentam às 21h50 (de Brasília) desta quarta-feira na Arena Barueri.

As duas equipes precisam vencer o duelo, mas por objetivos diferentes na competição. O Verdão vem de derrota por 1 a 0 para o Fluminense e, com 13 pontos em 17º lugar, tenta sair da zona de rebaixamento. Já o Rubro-Negro, embalado por vitórias sobre Figueirense e Náutico, quer encostar na faixa de classificação para a Libertadores. Os flamenguistas, com um jogo a menos que seus concorrentes, está em nono com 22 pontos.

O momento vivido pelas duas equipes é refletido no discurso dos jogadores. No Palmeiras, apesar do título da Copa do Brasil, os atletas já sentem, embora minimizem, a pressão para deixar a faixa de descenso. O desafio é não deixar o maior ânimo dos adversários influenciar dentro de campo.

Leia também:  União aposta em Ricardo para bater o Cuiabá

“O Flamengo está motivado, mas temos que procurar saber que estamos vindo de derrota e precisamos de vitória. Não podemos nos desesperar. O Flamengo é uma grande equipe, mas estaremos em casa, com o apoio do torcedor e vamos buscar a vitória a todo instante para sairmos o mais rápido possível da situação que nos incomoda nesse momento”, discursou Obina.

O atacante terá uma ajuda a mais na busca por ajudar sua equipe. Após seis jogos e um período com lesão na coxa esquerda que teve oferta do futebol árabe recusada pela diretoria, Valdivia volta a ter condições de jogo. E deve ser titular no lugar de Fernandinho.

Patrik provavelmente será mantido no meio-campo, já que João Vitor não foi relacionado logo após a confirmação de que um atleta foi impedido de treinar na segunda-feira por estar embriagado. Luiz Felipe Scolari cumprirá seu último jogo de suspensão e não poderá ficar no banco de reservas.

Leia também:  Luve vence fora de casa e escapa da degola

Problemas do rival à parte, no Flamengo se projeta a continuidade da sequência de vitórias. O grupo vinha sofrendo com muitas críticas por conta dos maus resultados, mas respirou com os triunfos recentes. “Estamos recuperando aquilo que projetamos para esse Campeonato Brasileiro e a ideia é fazer com que agora ninguém segure o Flamengo”, disse Renato Abreu.

“Temos um time capaz de conseguir colher bons frutos. Somos uma família, pois passamos mais tempo no clube do que em nossa casa. Portanto, ninguém mais do que nós quer que as coisas passem a dar certo, como estão começando a dar. O jogo contra o Palmeiras será muito importante neste processo de afirmação”, continuou o meia.

Leia também:  Copa Federação pode ter jogos às segundas

O técnico Dorival Júnior também considera fundamental a partida em Barueri no processo de reação do Flamengo, mas lembra aos jogadores das virtudes do adversário desta quarta-feira. “O Palmeiras é muito perigoso, tem homens de muita qualidade, poder de decisão lá na frente e um esquema muito bem definido. E vai jogar em casa, contando com o apoio da torcida, ainda animada com a conquista de um importante título. O cenário é desfavorável para o Flamengo, mas temos um grupo em condições de superar todas essas adversidades”, apostou.

Em termo de escalação, o Flamengo não poderá contar com o zagueiro chileno Marcos González e com o volante paraguaio Víctor Cáceres, ambos servindo as suas respectivas seleções em amistosos internacionais. Assim, Marllon reaparece na zaga e Luiz Antonio ganha nova oportunidade no meio-de-campo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.