Foto: assessoria

Entidades de defesa dos trabalhadores e de empresas de transportes de grãos entraram em acordo com representantes da América Latina Logística (ALL) após uma reunião intermediada pela Procuradoria Regional do Trabalho da 23º Região que aconteceu ontem, em Rondonópolis.

Na manhã de sexta-feira (17) o Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas de Mato Grosso (Sindmat) havia informado ao Site AGORA MT de que já havia cerca de três mil caminhoneiros parados na BR – 364, em Alto Taquari.

Os motoristas estavam paralisados desde terça-feira e exigiam melhorias nas condições de trabalho no pátio do terminal de carga e descarga da ALL. No acordo, a ALL se comprometeu em melhorar o pátio e apresentar um projeto para resolver o problema de superlotação.

Leia também:  Cirurgias da Caravana da Transformação são prorrogadas até sábado (12)

Outro ponto que também ficou decidido é que a partir da décima hora de espera para descarregar ou carregar, as empresas embarcadoras deverão pagar R$ 0,90 por tonelada.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.