Eventos como a 40ª Exposul é uma oportunidade para obter uma renda extra, porém alguns taxistas abusaram da situação e aproveitam da necessidade dos usuários para praticar preços abusivos.

Leitores do site AGORA MT, relatam que houve caso de ser cobrado o valor de R$ 50 do Parque de Exposições até a região central da cidade, quando não ultrapassaria R$ 25 utilizando a bandeira dois, com a agravante do taxista ter se recusado a ligar o taxímetro.

O presidente do Sindicato dos Condutores Autônomos de Veículos Táxis de Rondonópolis (Sincavir), Gerson Eduardo Leite, disse que infelizmente alguns profissionais aproveitam desse tipo de situação para cobrar um pouco mais, contudo não há como fiscalizar os taxistas que utilizam ou não o taxímetro.

Leia também:  Névoa de fumaça assusta e incomoda moradores de Rondonópolis

Gerson foi enfático em afirmar que o sindicato é totalmente contra esse tipo de prática, apesar que a população tem a cultura de fazer acordos antes da corrida. “O taxímetro não existe por acaso, mas infelizmente as muitas vezes não são utilizados em razão de prévias negociações entre o passageiro e o taxista, o que incentiva a exploração em ocasiões como as que ocorreram na Exposul”, frisou o presidente do sindicato e ressaltou que caso o profissional se recuse a utilizar o taxímetro o consumidor deve anotar o número do veículo e apresentar uma queixa na Secretaria de Trânsito e Transporte (Setrat).

O secretário Sergio Negri destacou que a não utilização do taxímetro fere a regulamentação da profissão e diferente dos mototaxista, onde o usuário acerta o valor da corrida, no taxi o prestador de serviço tem obrigação de utilizar o aparelho e que a população deve denunciar  na SETRAT os taxistas que se negam a utilizá-lo, para que seja tomada providencia.

Leia também:  Supera - Ginástica Cerebral inaugura novo espaço em Rondonópolis

O taxista que se recusa a ligar o taxímetro pode receber advertência e até perder o direito de exercer a profissão, em caso de reincidência.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.