O suspeito de 25 anos de idade, preso por assassinar seis pessoas e deixar outra gravemente ferida em Lucas do Rio Verde, a 360 quilômetros de Cuiabá, declarou em depoimento à polícia que comprou as duas facas utilizadas nos crimes em um supermercado. As armas, segundo o suspeito, foram compradas minutos antes de matar as vítimas.

Os crimes ocorreram no sábado (4) e o suspeito foi encaminhado nesta segunda-feira (6) para a Cadeia Pública de Lucas do Rio Verde. De acordo com informações da Polícia Civil, o homem que confessou a chacina alegou ser usuário de droga. “Ele confessou os crimes com riquezas de detalhes. A culpa de tudo, segundo ele, seria o entorpecente. Ele também declarou que era humilhado pelos colegas”, disse o delegado Marcelo Torhacs.

Leia também:  Em 6 meses, fiscalização apreende 2,4 toneladas de pescado irregular

O suspeito conhecia todas as vítimas e declarou que chegou a morar junto e até trabalhou com alguns. Ressaltou que um dos motivos que o levou a matar os colegas a facadas é por não ter gostado de um comentário que fizeram do comportamento dele após o uso da droga.

Conforme a polícia, o suspeito destacou ainda que começou a ter alucinações quando estava com as vítimas, em uma casa localizada em um conjunto habitacional, e decidiu ir comprar as facas. Ele matou na hora um rapaz de 24 anos, outro de 26 anos e uma garota. Um quarto jovem chegou a ser socorrido pelo Serviço Móvel de Urgência, mas morreu no Hospital Regional de Sorriso.

Leia também:  Cai 28% o número de roubo de aparelhos celulares em Mato Grosso

Em seguida, o suspeito pegou uma moto de uma das vítimas e seguiu para um bar, onde degolou um rapaz de 23 anos e deixou outro ferido. A vítima está internada em estado grave no hospital de Sorriso.

 

Foto: Jornal de Lavras
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.