Foto; Ivan Alvarado / Reuters

No primeiro dos dois duelos decisivos contra a Argentina nesta quarta-feira (8) nas Olimpíadas de Londres, deu Brasil. E com facilidade: em partida válida pelas quartas de final do vôlei masculino, a equipe comandada por Bernardinho marcou 3 sets a 0 sobre os tradicionais rivais, com parciais de 25-19, 25-17 e 25-20.

Tricampeões mundiais, os brasileiros eram favoritíssimos à vitória, já que a Argentina ocupa a oitava colocação no ranking mundial. Não houve o menor espaço para zebra, com uma forte marcação sobre as principais jogadas adversárias. Principal jogador da equipe, o oposto Pereyra marcou apenas cinco pontos.

A notícia ruim do lado verde-amarelo ficou por conta do oposto Leandro Vissotto. Titular da equipe, ele sentiu fortes dores na coxa ao tentar um ataque ainda no primeiro set e precisou ser substituído. Pouco depois, ele apareceu chorando no banco e sua participação no restante da competição é dúvida.

Leia também:  Cuiabá Arsenal encara último rival da 1ª fase do brasileiro

Apesar de toda a equipe ter mostrado um rendimento satisfatório em quadra, os destaques da seleção no primeiro mata-mata do vôlei masculino em Londres 2012 foi o ponteiro Murilo, que conseguiu 14 pontos, e o central Sidão, que acabou com a recepção argentina através de seus fortes saques.

Apenas no terceiro set, quando precisava vencer para manter suas chances, a Argentina incomodou um pouco mais. O técnico Javier Weber tentou algumas substituições, mas o máximo que conseguiu foi equilibrar a etapa até o 16º ponto. Mas os brasileiros voltaram a sacar muito novamente e fecharam o jogo em um ataque cruzado de Murilo.

A vitória na Inglaterra também representa a revanche por duas eliminações olímpicas que os argentinos impuseram ao Brasil no passado: na disputa do bronze em Seul 1988 (3 a 2) e nas quartas de Sidney 2000 (3 a 1), ocasião na qual a equipe já contava com alguns jogadores da geração atual, como Giba e Dante.

Leia também:  União faz resultado e fica com título no sub-19

Em busca da quinta medalha olímpica de sua história – o país ganhou ouro em Barcelona 1992 e Atenas 2004, além de prata em Los Angeles 1984 e Pequim 2008 –, o vôlei masculino do Brasil aguarda o vencedor do duelo entre Estados Unidos e Itália. Vale lembrar que os americanos venceram os brasileiros por 3 a 1 na fase classificatória em Londres 2012.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.