Candidatos durante a sabatina – Foto:Varlei Cordova / AGORA MT

A sabatina realizada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (Sispmur) com os candidatos a prefeito de Rondonópolis começou com a fala de Ananias Filho (PR), em seguida, Percival Muniz (PPS) e Juca Lemos (PT). Cada candidato teve 20 minutos de fala aberta, antes que se iniciasse o debate. Todos os três candidatos destacaram a necessidade de se realizar concurso público.

Ananias usou o seu tempo para dizer o que já fez em quatro meses e o que fará, caso seja, reeleito. Segundo Ananias uma das suas primeiras atitudes quando assumiu o cargo de prefeito foi chamar os servidores para discutir as pendências.

“Não se pode ficar esperando para resolver situações que são necessárias”, fala. Ananias comentou que muitas coisas já foram feitas na cidade após assumir como, por exemplo, a limpeza da cidade, implantação de 500 lixeiras, rotatórias, sinalização e a descentralização da saúde.

Leia também:  Cuiabá Arsenal encara Sorriso Hornets por redenção no estadual

Em relação a projetos futuros, Ananias, destacou que pretende fazer concurso público, já que atualmente o número de contratados são maiores do que os de concursados. O candidato do PR também afirmou que quer criar mecanismos para que o reajuste dos servidores aconteça automaticamente no dia primeiro de janeiro, para que não haja mais problemas.

“Comigo é transparência, quero trabalhar em parceria com os representantes de todas as categorias para transformar Rondonópolis em uma cidade melhor”, diz.

O candidato a prefeito Percival Muniz (PPS) iniciou a sua fala dizendo que não é possível fazer uma boa administração sem o apoio dos servidores. Percival, assim como Ananias, também destacou que não se pode demorar para desenvolver as ações do município.

Leia também:  Produção brasileira de grãos deverá crescer 21,5% em 10 anos, estima ministério

Durante o seu discurso afirmou que sempre teve o apoio dos servidores e que espera que isso continue. “Fui eu que implantei o plano de carreira e salários dos servidores de Rondonópolis, mas que sei que o PCCS está precisando de reestruturação e vou fazer isso”, alega.

O candidato do PPS declarou que o último grande concurso foi feito por ele e que pretende realizar outro caso seja eleito. “Na Educação vão trabalhar apenas servidores concursados”, conta. Para finalizar a sua fala, Percival, disse que se  sente orgulhoso porque de todos os prefeitos que passaram após a sua gestão, ele foi quem ofereceu o maior salário aos servidores que foi a média de seis salários mínimos.

Leia também:  Prefeitura conquista área de escola e negocia outras duas para creche e espaço de lazer

Já Juca Lemos (PT) começou dizendo sobre as suas ações quando ainda era vereador. Juca também comentou que no seu plano de governo está a criação de um Centro Integrado ao servidor. “Um local único para abrigar o Impro, Serv Saúde e Sispmur com toda a estrutura para atender os servidores.

O candidato do PT afirmou que pretende acabar com o ‘cabide de empregos’ nos setores públicos municipais com a realização de concurso. Para encerrar, Juca, contou que pretende colocar assistentes sociais dentro das escolas.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.