O atraso da entrega nas propriedades de parte dos insumos preocupa agricultores do Mato Grosso, onde o plantio da safra de verão começa daqui a 30 dias.

O plantio de soja deve começar em aproximadamente 30 dias, logo depois que começar a chover, na propriedade do agricultor Laércio Lenz, em Sorriso. O produtor, que irá plantar 900 hectares, comprou as sementes e insumos no mês de março. O problema é que parte dos produtos ainda não chegou à fazenda.

“Está faltando em torno de 20% de fertilizantes para chegar à fazenda. Não pode existir a possibilidade de não chegar. Tem de chegar. Se plantar sem o fertilizante, vai acarretar em perca de produção com certeza”, diz Lenz.

Leia também:  Após 8 dias, incêndio em parque estadual é extinto

Segundo Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), o estado ainda não recebeu 30% dos quase quatro milhões de fertilizantes encomendados.

“Muitos vão iniciar o plantio às vezes até sem o fertilizante. Depois vão ter que fazer uma cobertura porque ele não pode perder a janela de plantio. Daí fica pior. Com ou sem adubo, ele terá que semear a sua semente no campo”, diz Gilberto Peruzi, diretor de cooperativa.

O gerente da loja agropecuária Leonardo Cerávolo conseguiu entregar grande parte dos adubos aos clientes. Mesmo assim, ele reconhece que as revendas da região enfrentam dificuldades no comércio do produto. “Hoje está um caos. Algumas empresas estão optando por não vender adubo devido ao problema de logística de entrega, problema portuário e problema de greve”, diz.

Leia também:  Governo do Estado rompe definitivamente negociações com o Consórcio VLT Cuiabá
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.