Foto: UOL Notícias

Dois aviões devem atuar no combate às queimadas que atingem, desde a última terça-feira (11), o Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, um dos principais pontos turísticos de Mato Grosso, distante cerca de 60 quilômetros da capital. De acordo com  a analista ambiental do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Carolina Potter, uma das aeronaves já realizou um sobrevoo no local para demarcar os focos de calor isolados e auxiliar os brigadistas no combate ao incêndio. A outra aeronave deve chegar à região neste sábado (15) para ajudar os bombeiros na operação de contenção do avanço das queimadas no parque.

Segundo a analista ambiental, duas colunas de fumaça encobriam uma área dificultando o trabalhado dos técnicos que estavam mapeando os focos de calor. “O avião realizou um sobrevoo nesses pontos para registrar o avanço das queimadas”, informou.

Leia também:  Servidores públicos lavam AL em ato contra a corrupção

Conforme informações do ICMBio, cerca de 10% da área do Parque de Chapada dos Guimarães já  foram consumidas pelas chamas. Segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo está na região da Morraria do Quebra Gamela, uma área de conservação ambiental localizada próximo à região do Coxipó do Ouro. Agora o fogo também se espalha em direção ao Morro de São Jerônimo. Para evitar que as chamas cheguem ao morro, as aeronaves concentrarão o combate nos focos de incêndio nessa região, informou o Corpo de Bombeiros.

Além disso, o Corpo de Bombeiros informou ainda que será utilizado um aeródromo no distrito industrial de Cuiabá como base de operação para as aeronaves. Segundo o coronel Júlio Rodrigues, os bombeiros ficarão encarregados de apoiar na logística com o abastecimento de água e envio de brigadistas para combater, em solo, o avanço das queimadas na região.

Leia também:  Trabalhadores da educação fazem paralisação por reajuste e reforma de unidades em Cuiabá

O Parque Nacional de Chapada dos Guimarães abrange 32.630 hectares. O coordenador Cecílio Pinheiro relatou que já foram consumidos aproximadamente três mil hectares da área, o que corresponde a cerca de três mil campos de futebol. Alguns dos principais pontos turísticos do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, a 60 km de Cuiabá, foram fechados por conta dos focos de incêndio no local. O Morro de São Jerônimo, Circuito das Cachoeiras e a cachoeira Véu de Noiva não poderão receber visitantes pelo menos até domingo (16), conforme informou ao G1 a coordenação do Parque Nacional.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.