O peso-pesado brasileiro Junior Cigano vai estar na torcida pelo compatriota Vitor Belfort neste sábado, quando o carioca disputa o título do peso-meio-pesado contra o americano Jon Jones no UFC 152, em Toronto, Canadá. O catarinense radicado na Bahia acredita que Belfort, ex-campeão da categoria, tem chances de vencer, mas reconheceu que seu adversário, atual detentor do cinturão, é um talento único e duro de ser batido.
Após gravar participação no programa “Corujão do Esporte”, que vai ao ar na Rede Globo na madrugada desta sexta-feira para sábado, às 2h (horário de Brasília), Cigano comentou o que espera do combate e deu a dica: Belfort tem de partir com tudo no primeiro round.
– Acho que vai ser uma grande luta. Luta pelo cinturão sempre instiga muito a gente, e eu, como bom brasileiro, espero que o Vitor traga mais um cinturão para o Brasil, mas sei que ele tem um osso duro de roer pela frente. Vai ser muito difícil, mas acredito que, no primeiro round, o Vitor tem chance de surpreender. O Vitor tem chance de ganhar no primeiro round. A partir daí, complica para ele – analisou.
A análise não se deve a um menosprezo de Cigano por Belfort, mas à admiração do campeão peso-pesado por Jones. Apesar de elogiar o compatriota, o catarinense se rendeu ao talento e dedicação do americano, que já especulou subir para sua categoria.
– O Jon Jones é um fenômeno, muito confiante, jovem, um cara que acredita no trabalho. É um cara que tem muito gás, é do wrestling, acostumado a treinar realmente duro. O Vitor é um atleta excepcional, muito bom, mas o Jon Jones está em outro nível… É um cara diferente – reconheceu Cigano.
Vitor Belfort enfrenta Jon Jones no UFC 152 neste sábado, em Toronto, e o Combate transmite ao vivo a partir de 19h45m (horário de Brasília).

Leia também:  Brasil vence a Holanda e tem desafio mortal contra os Estados Unidos
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.