Membros da Comissão Pró-Copa – entre eles o secretário Municipal de Esporte, Cultura e Lazer, Alencar Libano -, estiveram no Rio de Janeiro esta semana com o intuito de transformar Rondonópolis no Centro de Treinamentos de Seleções durante a realização da Copa do Mundo 2014, que tem Cuiabá como uma de suas cidades sedes.

As autoridades se reuniram com o gerente de Competição e Serviços às Equipes da Federação Internacional de Futebol – FIFA, Frederico Nantes. André Bello, Valesca Araújo e Robson de Freitas, membros da Coordenadoria comandada por Nantes, também participaram do encontro.

Segundo Libano, a reunião foi agendada para que pudesse ser apresentado aos funcionários da FIFA o projeto que atenderá as exigências do órgão máximo do futebol internacional. “Rondonópolis tem uma rede de hotéis que atende as exigências da FIFA, assim como aeroporto que comporta as necessidades das equipes que eventualmente venham treinar aqui”, disse o secretário.

Leia também:  Novo convênio garante descontos diferenciados para associados ACIR

Entre as adequações que deverão ser feitas em 2013 para que Rondonópolis possa ser um Centro de Treinamento complementar ao que existirá em Cuiabá, estão a troca do gramado do estádio Luthero Lopes, estruturação da iluminação do local e a construção – que pode ser provisória -, de um sala de imprensa. “O vestiário também terá que passar por uma readequação”, destacou Libano.

Frederico Nantes, representante da FIFA, explicou que até novembro uma equipe vai se deslocar até o município para conhecer o projeto final com as modificações que serão realizadas para atender as exigências da Federação.

VISIBILIDADE

A definição de Rondonópolis para ser sede do Centro de Treinamentos de Seleções da Copa do Mundo poderá trazer investimentos para o município, tendo em vista a visibilidade que a cidade terá com o projeto. O setor de turismo poderá ser o maior contemplado, com investimentos em hotéis e restaurantes, por exemplo. Além disso, o município pode ter projeção internacional, já que será visto e reconhecido por investidores de diversos países.

Leia também:  Santa Casa de Rondonópolis volta a atender depois de 13 dias em greve

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.