O Conselho Político  da coligacão ‘A Força da Gente’ optou por não autorizar a participação do candidato Percival Muniz no debate realizado nesta sexta-feira (21) pela TV Cidade Record, que tem notórias ligacões com o grupo político do presidente regional do PR, deputado federal Wellington Fagundes – principal padrinho politico da candidatura a reeleicão de Ananias Filho, também do PR.

Em nota encaminhada á emissora e também à imprensa o conselho explica que o debate foi definido na ultima hora e a emissora não conseguiu esclarecer os termos do regulamento proposto às coligacões. Na nota o conselho aponta suspeita de ‘armação politica’ e pede que a empresa esclareça os pontos pendentes afim de permitir a participação de Percival no debate programado para o dia 01 de outubro – seguindo o calendário oficial de debates da Rede Record de Televisão.

O documento manifesta ainda estranheza da coligacao com a forma como o debate de hoje foi preparado e reafirma a disposição de Percival Muniz e seu vice, Rogério Salles, de participarem de todos os eventos sérios programados para discutir as propostas dos postulantes à Prefeitura.

Leia também:  Wilson diz que Silval fumou maconha estragada

Nesta camapanha Percival e Rogério já participaram de sabatinas com os servidores públicos, com a comunidade católica, com os maçons, com  o Rotary Clube e responderam à indagações diretas dos eleitores em centenas de atos públicos e reuniões realizadas na cidade. O s candidatos também já concederam entrevistas exclusivas à TV Centro América, TV Rondon, e à própria TV Cidade Record, além de comparecerem a vários programas de rádio.

Veja abaixo a íntegra da nota emitida pelo conselho político da coligação ‘A Força da Gente’

Nota oficial – Coligação ‘A Força da Gente’

 

A coordenação da coligação ‘A Força da Gente’ comunica à direção da TV Cidade Record e à comunidade rondonopolitana que o candidato Percival Muniz e seu vice, Rogério Salles, atenderam a todos os convites para entrevistas e sabatinas agendados previamente por veículos de comunicação, entidades e segmentos organizados da sociedade rondonopolitana. Em todos, solicitamos apenas a definição de regras simples que assegurassem uma discussão de nível e o tratamento isonômico entre os candidatos.

A TV Cidade Record havia proposto um debate para o dia 01 de outubro de 2012, seguindo calendário oficial da Rede Record de Televisão. No entanto, de forma súbita e misteriosa, a emissora, que tem notórias ligações com o grupo político adversário, programou mais um debate para esta sexta-feira (21), em horário alternativo – à partir das 12h30.

A decisão de ‘criar’ um novo debate surge em um momento que o candidato do grupo apoiado pelos proprietários da emissora tenta de todas as formas arrastar a campanha eleitoral para o campo da baixaria, substituindo a discussão de idéias e propostas para a gestão municipal por ataques raivosos e acusações absolutamente irreais.

Cabe ressaltar que, desde a primeira reunião programada pela TV Cidade Record, a assessoria jurídica da campanha tem buscado esclarecer pontos nebulosos do regulamento proposto às coligações, sendo que ainda pairam dúvidas que precisam ser sanadas afim de assegurar a igualdade de condições e o respeito às normas da Democracia, do bom senso e da decência.

Temos pela frente várias outras participações confirmadas em entrevistas e debates que foram programados com a devida antecedência, inclusive pela TV Centro América, pela TV Rondon e, como citado anteriormente, pela própria TV Cidade Record.

O Conselho Político da coligação ‘A Força da Gente’ reitera os pedidos para que a emissora do grupo político adversário esclareça as dúvidas ainda existentes afim de que possamos confirmar também nossa participação no debate previsto para o dia 01 de outubro.

Mas, por entender que pode estar em curso mais uma ‘armação política’, o comando da campanha decide declinar do convite para participação no evento organizado de última hora para esta sexta-feira. Tal decisão tem caráter preventivo, no sentido de impedir qualquer tentativa de manipulação e garantir que a campanha eleitoral em Rondonópolis possa prosseguir no nível que a população exige e entendemos como correto: com transparência, discussão de propostas e respeito ético.

Certos de poder contar com a compreensão de todos, reforçamos o convite para que a população continue acompanhando nossos eventos e não perca as entrevistas, debates e outros eventos já confirmados para esta reta final da campanha.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.