“É uma honra fazer parte da Mangueira. É minha sétima vitória na escola, mas nem fico pensando muito nisso. Cada título é diferente do outro. Quero poder, lá na frente, olhar para trás e ver que tive uma bela história”, comemorou Lequinho. Ao destacar os pontos altos do samba, o compositor afirmou que a “grande sacada” foi falar da cidade homenageada e de seus moradores ao mesmo tempo. “Tivemos a inspiração necessária para fazer uma grande obra. Conseguimos retratar a cidade e levantar a autoestima da população local”. Na quadra, o samba arrebatou o públicou.

Outro que também festejou bastante foi Jr. Fionda, que contabilizou sua sexta vitória. “É mais um sonho realizado. Acho que fomos campeões porque tivemos a sorte de exaltar a cidade de uma maneira emocionate e ainda lembrar o momento que a Mangueira vive, que precisa ser de união”, analisou.

Para chegar até a finalíssima, a parceria teve um gasto de R$ 35 mil. Para escrever a obra, o grupo precisou de dois meses. “Foi um pouco mais difícil do que ano passado. Chegamos a mexer no samba até na hora da gravação. Mas o importante é que agora é festa. A parceria é maravilhosa e todos são irmãos”, disse Igor Leal, que venceu pela segunda vez.

Leia também:  Em MT, umidade do ar varia entre 12% e 20% e Defesa Civil emite alerta

Ivo exalta samba campeão e confirma que escola terá duas baterias

No início da noite, Ivo fez questão de reverenciar os ritmistas e brincou ao confirmar que a Mangueira desfilará com duas baterias. “Se uma bateria Surdo 1 já incomoda muita gente, imaginem duas baterias Surdo 1? Vamos incomodar muito mais”, completou.

Indo para o segundo desfile à frente da Mangueira, o carnavalesco Cid Carvalho deu detalhes do desfile e afirmou que o ex-intérprete Jamelão terá lugar de destaque. “O fio condutor do enredo é o trem que nunca chegou até Cuiabá. A cidade espera isso há 150 anos e a Mangueira fará essa viagem imaginária. O sonho de integração será realizado na Sapucaí. Os anjos da Mangueira vão conduzir esse trem e Jamelão será o nosso maquinista”, revelou.

Escola fará desfile em Cuiabá em dezembro

Para prestigiar a escolha do samba, uma caravana formada por quatro ônibus veio da capital do Mato Grosso. Bastante animado, o grupo se esbaldou na quadra e fez barulho ao cantar a composição finalista escrita por sambistas de Cuiabá. Para o secretário de Educação da cidade, Silvio Fidelis, o desfile servirá como uma grande vitrine.

Leia também:  Disponível o gabarito do concurso para apoio administrativo da Seduc

Para Luiz Poção, secretário municipal de Cultura, a cidade ganhará bastante visibilidade através do Carnaval. “O Mato Grosso vai parar para ver o desfile da Mangueira. Cuiabá será mostrada de verdade para o mundo e todos poderão conhecer nossa história”, avaliou o secretário que explicou como será repassado o patrocínio para o desfile.

Segundo Poção, a prefeitura da cidade destinará R$ 1,6 milhão para a Mangueira. Outros R$ 2 milhões virão através da colaboração de empresas locais. O secretário informou ainda que a verde e rosa fará um mega desfile em dezembro no Mato Grosso.

Sem vencer um título desde 2002, a Mangueira lutará para fazer um grande desfile sem deixar a indefinição política na escola atrapalhar seu desempenho. Enquanto a Justiça não marca a nova data da eleição, Ivo Meirelles segue no comando. A maratona de finais de samba continuará no próximo dia 5 de outubro com a São Clemente.

Confira a letra e o vídeo do samba

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=klFZeag13eE[/youtube]

Enredo: Cuiabá, um paraíso no centro da América

Leia também:  Candidatos do concurso da Seduc devem redobrar atenção para às regras da prova

Autores: Lequinho, Jr. Fionda, Igor Leal e Paulinho Carvalho

Dai-me inspiração, oh Pai!
Pois em meus versos quero declamar
A capital da natureza, eternizar
Embarque na estaçäo primeira
O mestre a nos guiar
Bambas imortais, o eldorado dos antigos carnavais
Num relicário de beleza sem igual
Fonte de riqueza natural
Cidade formosa… Verde… Rosa
Teu nome reluz, Vila Real do Bom Jesus

O apito a tocar preste atenção!
Mistérios e Iendas de assombração
Segui com coragem, mostrei meu valor
É a Mangueira a todo vapor

Em cada lugar, um “causo” que o povo contou
Em cada olhar, na arte num poema brilhou
Um doce sabor, tempero pro meu paladar
Procure seu par a festança já começar
Na benção de São Benedito eu vou
Dançar com o meu amor, o sonho enfím chegou
Ao paraíso, emoldurado em cintilante céu azul
Bendita sejas terra amada!
O coração da América do Sul
É hora de darmos as mãos
Agora seguir a missão
Sustentar na mesma direção

Mangueira… O trem da emoção
Viaja na imaginação
Meu samba é madeira, é jequitibá
É poesia dedicada a Cuiabá

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.