A presidenta Dilma Rousseff recebeu hoje (19) autoridades ligadas à organização das Olimpíadas do Rio de Janeiro para a primeira reunião do Conselho dos Jogos de 2016, órgão de caráter consultivo, que reúne entes públicos e privados.

Além de Dilma, que preside o colegiado, também integram o conselho o ministro do Esporte, Aldo Rebelo; o presidente da Autoridade Pública Olímpica, Márcio Fortes; o presidente do Comitê Organizador Rio 2016 e do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman; o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes.

O conselho, segundo Aldo Rebelo, vai tratar de questões relacionadas à organização e ao planejamento dos Jogos Olímpicos, como isenções tributárias que irão beneficiar setores da economia ligados ao megaevento esportivo. “A comissão aprecia decisões relacionadas com as três esferas de governo e principalmente com o governo federal que precisem ser adotadas para a realização dos Jogos”, explicou.

Leia também:  Criminosos encapuzados invadem casas da zona rural e matam 4 pessoas no RN

Ficou definido, segundo o ministro, que o governo deve enviar ao Congresso Nacional uma medida provisória para definir as funções da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), criada em dezembro de 2011.

Entre as missões da ABCD está o fortalecimento do Laboratório de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Ladetec), único do país credenciado pela Agência Mundial Antidopping e que será responsável pelos exames antidopping dos atletas durante a Copa de 2014 e os Jogos de 2016.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.