A Diocese de Rondonópolis preparou uma sabatina pública com os três candidatos a prefeito de Rondonópolis, Ananias Filho (PR), Juca Lemos (PT) e Percival Muniz (PPS). Na oportunidade, Dom Juventino Kestering, bispo diocesano, irá apresentar a “Carta aberta da Diocese de Rondonópolis sobre as eleições municipais 2012”. O evento acontecerá no dia 17 de setembro às 19h30, no Salão Paroquial da Igreja Bom Pastor (CENCON). O objetivo é que os candidatos apresentem seus planos de governo para a gestão municipal, ou seja, o que vão desenvolver, caso sejam eleitos.

A Igreja Católica entende que se faz necessário estar presente no processo eleitoral como estratégia de evangelização e acredita ser uma obrigação ajudar no aprimoramento da democracia, na transparência das administrações, na promoção do bem público e acima de tudo na gestão ética dos recursos. “Para o cristão, participar da vida política do município e do país é viver o mandamento da caridade como real serviço aos irmãos, conforme disse o Papa Paulo VI: `A política é uma maneira exigente de viver o compromisso cristão ao serviço dos outros (Octogesima Adveniens, 46)`, Só assim, seremos `fermento que leveda toda a massa` (Gl 5,9) “, exemplifica, Dom Juventino Kestering.

Leia também:  Atacadão não tinha alvará de combate a incêndio

A Diocese pretende colaborar com o processo de implementação da Lei Ficha Limpa, da moralidade política e da construção de uma sociedade mais democrática, participativa e ética. E com isso, almeja-se que sejam eleitos candidatos que ajudem a cidade, coloquem a pessoa humana em primeiro lugar, exerçam o mandato com planejamento participativo e melhorem a educação infantil. A Igreja quer ainda que os governantes escolhidos pelo povo tenham projetos direcionados aos adolescentes e jovens, que haja programas de melhoria de qualidade de vida, mas acima de tudo que sejam homens e mulheres de caráter a frente da gestão municipal, que combatam a corrupção e não estejam ligados a grupos que priorizam o favoritismo econômico ou social.

Carta aberta da Diocese de Rondonópolis sobre as eleições municipais

Leia também:  Disk Reclamação da Coder já está funcionando

É um texto, com duas páginas, elaborado por uma equipe da Diocese de Rondonópolis. O documento retoma os princípios básicos da Lei Ficha Limpa, o pensamento da Igreja Católica sobre a política e a participação dos cristãos. “A Carta contempla ainda uma orientação sobre critérios em quem votar e em quem não votar“, explica o bispo.

Depois da divulgação da Carta que está marcada para acontecer 20 dias antes das eleições, serão distribuídas 5.000 cópias. De acordo com Dom Juventino, o conteúdo vai ser trabalhado em todas as paróquias e nas diversas pastorais bem como o acompanhamento dos eleitos no exercício de seus mandatos.

Mapa do encontro

A Sabatina Pública promovida pela Diocese de Rondonópolis foi dividida em três momentos: a noite será aberta com a palavra do bispo – Dom Juventino Kestering. Ele irá explanar a proposta da Igreja Católica no encontro e a importância da presença da dimensão religiosa no processo eleitoral e, consequentemente, político. Em seguida, Dom Juventino fará a leitura da “Carta aberta da Diocese de Rondonópolis sobre as eleições municipais 2012”, elaborada especificamente para esse pleito. E, por fim, os candidatos responderão aos questionamentos. Serão três perguntas para cada candidato sobre áreas gerais do município como: educação, saúde, segurança, trabalho, habitação, trânsito, entre outros… As perguntas foram previamente elaboradas pela coordenação diocesana. Os temas encaminhados para cada candidato serão escolhidos por sorteio, no dia da sabatina. Eles terão três minutos para responder cada questão e, ao final, cinco minutos para as considerações finais.

Leia também:  Festa do Padroeiro Bom Pastor acontece neste domingo (07) em Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.