No Dia Nacional do Coração, comemorado hoje (23) a Secretaria Municipal de Saúde constata que ainda há muito que fazer, pois as doenças relacionadas ao coração estão no topo do ranking das causas de morte na cidade. Atualmente as doenças do coração matam mais que as causas externas, com acidente de trânsito, ou câncer.

De acordo com a gerente do Departamento de Ações Programáticas, Mariúva Valentin Chaves, doenças com hipertensão cresceram significativamente em Rondonópolis, só em 2011 foram registradas 11.707 casos, mas o número é bem maior.

Mariúva afirmou que no Dia do Coração ainda há muito que fazer no sentido de orientação, pois as pessoas não tem dado a devida atenção para a saúde, em razão da correria do dia-a-dia e com isso desenvolvido cada vez mais cedo doenças que poderiam ser evitadas com boa alimentação e um pouco de atividade física. “É lamentável, mas hoje registramos adolescentes e criança com problema de hipertensão e já se tornou comum jovens de 30 anos morrerem de infarto, o que a pouco tempo era considerada doença de velho. Isso sem levar em consideração os casos de estresse”.

Leia também:  Feriado de 7 de setembro terá transporte público gratuito para a população

Como forma de alertar a população sobre as complicações do coração a gerente informou que irá promover nesta segunda-feira (24) uma ação na Praça Brasil para fazer triagem e orientação quanto ao problema.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.