A Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), por meio do escritório local de Mirassol D’Oeste, tem incentivado o turismo rural na região, com um trabalho voltado em despertar nos produtores o interesse por trabalhar com esta modalidade turística.

Para isso, o extensionista busca despertar no produtor um novo olhar sobre sua propriedade. Ele passa a enxergá-la de forma mais produtiva, explorando os recursos naturais, mas sem degradar o meio ambiente e, ao mesmo tempo, ser uma fonte de renda familiar.

Dentre as iniciativas, destacam-se duas propostas diferentes de balneário no sistema Day Use: o Balneário Lago Azul e o Balneário Jabuticabal.

Balneário Lago Azul

A 20 km de Mirassol, pela estrada que sai de Mirassol para Curvelândia, o Balneário Lago Azul, de propriedade de Irineu Faria de Oliveira (57), e Maria Aparecida da Silva Oliveira (56), já possuía o potencial hídrico. Há cerca de quatro anos, o casal de produtores resolveu oferecer ao público um lugar de beleza natural para banho em rio, gramado e bosque com vários conjuntos de mesas rústicas, espalhada sob as árvores com churrasqueiras. Ainda possui salão para festas e banheiro com acessibilidade para cadeirantes.

Leia também:  Morre ex-governador de Mato Grosso do Sul

Desde o início, o projeto teve o acompanhamento dos técnicos da Empaer local. Em 2010, extensionistas da Empaer, organizaram uma viagem técnica com os agricultores familiares, para que eles conhecessem o turismo rural do município de Venda Nova do Imigrante, cuja população é formada, em sua maioria, por imigrantes italianos e fica no Espírito Santo. “Lá é assim, cada um fabrica alguma coisa. Lá tem geléia de morango, produtos típicos da Itália, tem produtos de todos em todos os lugares e um ajuda o outro. Então foi isso que ficou mais forte para mim, o respeito e a cooperação. Aqui, por exemplo, as verduras e hortaliças que usamos no nosso restaurante vêm do assentamento que temos ao lado, o Margarida Alves, e mais tarde eu penso em montar uma lojinha com produtos regionais”, explicou dona Maria Aparecida.

Leia também:  Paranatinga e Juscimeira recebem Ações Integradas de Cidadanias

O balneário recentemente começou a trabalhar com bar e restaurante com comida da roça, simples e caseira no sistema self service, além da venda de bebidas. Durante a noite, o Balneário também pode ser alugado para casamentos, batismos e confraternizações de empresas, visto que possui boa iluminação.

Balneário Jabuticabal

Em funcionamento há pouco mais de dois meses, o Balneário Jabuticabal fica a 22 km de Mirassol D’Oeste, no distrito Sonho Azul. Com uma proposta mais dinâmica e radical, conta com piscinas de concreto com mini tobogan, bóias, mini tiroleza, campo de futebol gramado, quiosques rústicos com churrasqueiras, campo de vôlei de areia, brinquedos e um bar que serve bebidas, salgados e porções.

A família do seu Laurentino Martinho (61), sempre trabalhou com gado leiteiro e há muitos anos também possuem uma plantação de jabuticabas. Cansado da lida com o gado, seu filho Hélio Martinho (33), depois que recebeu várias orientações dos técnicos da Empaer sobre turismo rural, resolveu montar uma estrutura para recreação e lazer.

Leia também:  Caminhoneiros cogitam bloquear no dia 1° as rodovias federais 163, 070 e 364

No início, mesmo sem o apoio de seus familiares, ele vendeu o gado que tinha e começou seu projeto. “O nome é Balneário Jabuticabal porque nós temos uma plantação grande de jabuticabas já há muitos anos, e a nossa intenção é fazer um festival. Talvez isso já aconteça lá por outubro. Aí nós vamos ter licor, geléia e doce. Nós temos o acompanhamento constante do pessoal da Empaer que vem nos orientar na parte de preservação ambiental, nessas placas informativas que nós temos espalhadas pelo balneário e em relação à estrutura mais adequada do bar e dos banheiros”, explicou Hélio Martinho.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.