O desempenho da exportação semestral de óleo de soja de Mato Grosso já é o melhor dos últimos cinco anos. Os países que acumulam os maiores volumes em 2012 é a China, com 98,7 mil toneladas, seguida pela Índia, com 74,1 mil t. No comparativo anual, em 2012 se exportou 350,5 mil t frente as 193,4 mil t de óleo, 81,3% superior.

O acumulado dos seis principais importadores representa 93,1% das exportações do produto. A partir de março as exportações aumentaram, mas a participação dos maiores continuou com poucas alterações. Essa diferença entre os seis maiores compradores do produto de Mato Grosso e o total apresenta um cenário de mercado amplo, no qual a gama de países favorece a comercialização.

Leia também:  Cuiabá será sede do 1º Encontro Mato-grossense de Aleitamento Materno

A última estimativa divulgada pela Abiove para o processamento de soja no Brasil apresentou uma queda no esmagamento da safra 2011/12. Até julho tinham sido esmagados 16,8 milhões de toneladas, porém, tanto no total realizado quanto no esmagamento mensal, 2012 está processando menos que 2011.

O pior mês para o esmagamento foi julho, que ficou inferior em 26,0% em relação ao mesmo mês do ano passado. Desde 2008 esse é o pior desempenho do Brasil e no comparativo com 2011, este ano já está com processamento 15,4% menor. Como o valor pago pela exportação de grãos foi mais atrativo do que para o esmagamento, a opção de muitas esmagadoras foi trabalhar com uma produção abaixo da capacidade máxima e exportar a matéria-prima.

Leia também:  Nove municípios de MT correm o risco de perder o benefício do programa Bolsa Família

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.