A fábrica de aviões que pretende se instalar em Mato Grosso deu início nesta terça-feira (25), ao processo de solicitação de incentivos fiscais.  Na reunião do Conselho Estadual de Desenvolvimento Empresarial (Cedem),  a carta consulta da fabrica de aviões foi analisada e enquadrada. A empresa, na sua capacidade total, deverá fabricar 88 aeronaves turbos hélices por ano. A proposta é gerar 158 empregos diretos e 474 indiretos.

O secretario de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme), Pedro Nadaf explica que o projeto é de longo prazo, mas garante que transformará a economia do Vale do Araguaia. Ele disse ainda que fornecedores que atendem a fábrica de aviões estão buscando informações sobre o Mato Grosso porque pretendem se instalar na região de Barra do Garças.

Leia também:  Dono de cervejaria se oferece para pagar advogado de "renome" para Silval

Além dos enquadramentos das empresas no Prodeic, os conselheiros também analisaram e aprovaram 15 cartas consultas do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO). O montante aprovado foi de cerca de R$ 37 milhões para atender 15 empresas que estão instaladas em nove municípios. Juntas irão gerar 390 empregos diretos e cerca de 1.000 indiretos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.