O governo do Estado prorrogou por mais cinco dias as guias florestais para o transporte de subprodutos de origem florestal vencidas entre 27 e 31 de agosto. Na portaria publicada, hoje, foram considerados os bloqueios das BRs 364, na Serra de São Vicente, e 174, em Comodoro, por mais de 80 horas, na semana passada. Nela, é destacado que, segundo a Polícia Rodoviária Federal, mais de dez mil caminhões ficaram parados. Com isso os prazos dos documentos ficaram comprometidos.

Os índios cobravam a revogação da lei que estipula novos critérios para demarcação de terras indígenas. Com a suspensão dos movimentos na quinta-feira (30 de agosto), representantes deles se reuniram com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, membros Advocacia Geral da União (AGU) e a Fundação Nacional do Índio (Funai), no dia seguinte. No encontro, foi definida a suspensão da portaria até dia 24 deste mês. As negociações continuam.

Leia também:  Mato Grosso | No 1º trimestre do ano, 348 motoristas tiveram a CNH suspensa pelo Detran

Um representante indígena, em Cuiabá, informou anteriormente que o primeiro passo foi dado, que seria começar um acordo, mas se houver algum tipo de movimento contrário, os bloqueios poderão ser retomados. Mais de 400 índios participaram dos protestos na semana passada.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.