O rendimento médio do trabalhador mato-grossense atingiu R$ 1.434 em 2011, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Crescimento de aproximadamente 12% ante a última pesquisa, em 2009, quando o contabilizado foi de R$ 1.250.

A média é contabilizada a partir do identificado entre mulheres e homens, acima de 10 anos, ocupadas na semana de referência. O rendimento entre as trabalhadoras passou de R$ 958 (em 2009) para R$ 1.078 (em 2001). Variação de aproximadamente 11%. Já entre os homens, o rendimento médio passou de R$ 1.434 (2009) para R$ 1.538 (2011). Cerca de 6,7% de alta.

Nacionalmente, a pesquisa do IBGE aponta que o rendimento médio mensal real de todos os trabalhos das pessoas de 10 anos ou mais de idade, ocupadas e com rendimento, cresceu 8,3% em 2011 em relação a 2009, passando de R$ 1.242 para R$ 1.345. Todas as grandes regiões tiveram aumento: Norte (7,7%; R$ 1.100), Nordeste (10,7%; R$ 910), Sudeste (7,9%; R$ 1.522), Sul (4,0%; R$ 1.461) e Centro-Oeste (10,6%; R$ 1.624).

Leia também:  Saúde foca em realização de novo concurso

A pesquisa consiste em apontar a situação domiciliar em cada região, abrangendo características como anos de estudos, idades, trabalho, rendimento mensal, categoria de emprego, entre outros.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.