Aeroporto Internacional de Varzea Grande Marechal Rondon. Foto:
Edson Rodrigues/Secom-MT

A necessidade de revisão dos preços globais e unitários constantes do orçamento de referência fornecido pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) levou a Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo Fifa 2014 a revogar o Regime Diferenciado de Licitação 003/2012.

O Termo de Revogação, por razões de interesse público, foi publicado no Diário Oficial que circula nesta segunda-feira (17). O secretário da Secopa, Maurício Guimarães, explicou que a revisão orçamentária exigiu a revogação do processo licitatório, pois envolve a atualização dos valores e do quantitativo de serviços a serem contratados. “Uma nova licitação será lançada nos próximos dias, com base no orçamento atualizado pela Infraero, assegurando a normalidade do certame e a execução das obras dentro do cronograma”, disse o gestor.

Leia também:  Laboratório americano abre caminho para parceria com Unemat

Grande reforma

O objeto da licitação é a contratação de empresa para realização de obras e serviços de engenharia no Aeroporto Internacional Marechal Rondon. Com a reforma e ampliação, a área construída passará dos atuais 5.460 m² para 13. 200 m². A capacidade também subirá de 2,5 milhões para 5,7 milhões de passageiros ao ano, oferecendo melhor estrutura e segurança durante a Copa de 2014, além de ser um importante legado para Mato Grosso.

Atualmente está em construção o prédio administrativo da Infraero, que deve ser finalizado até o final do ano. Em novembro do ano passado foi entregue o Módulo Operacional Provisório (MOP) para desembarque dos passageiros do Aeroporto Marechal Rondon, que foi a primeira etapa para ampliação do aeroporto.

Leia também:  Sine de MT tem 800 vagas de emprego

Os trabalhos compreendem a reforma e ampliação do Terminal de Passageiros, incluindo instalação de pontes de embarque; reforma e adequação da via de serviço do lado-ar do aeroporto; nova sinalização horizontal do pátio de aeronaves; reforma, adequação e ampliação do sistema rodoviário interno do aeroporto; reforma, adequação e ampliação do estacionamento do Terminal de Passageiros; ampliação da Central de Utilidades; nova área de equipamentos de rampa no lado-ar do aeroporto; ampliação dos sistemas de infraestrutura básica (redes de energia elétrica, água, esgotos sanitários, águas pluviais e telecomunicações; e construção do estacionamento do novo prédio administrativo da Infraero no aeroporto.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.