Foto: Lucas Bólico/Olhar Direto

O Ministério Público Eleitoral ingressou ontem (10) com uma representação contra o vereador eleito em Cuiabá, Lídio Barbosa, conhecido como “Juca do Guaraná Filho”, por compra de votos. O MPE defende a condenação do vereador eleito à pena de multa e cassação do registro ou diploma.

Consta na representação do MPE que o irmão do vereador eleito, Luís Barbosa foi preso, em flagrante no dia da eleição. Luís estaria oferecendo R$ 30 para os eleitores.

Advertisements
Leia também:  Projeto de 2015 pode interferir em situação de residenciais

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.