Rondonópolis tem atualmente mais de 130 mil veículos emplacados, sendo um dos municípios com a maior frota de veículos do Estado. Um trânsito mais seguro, mais consciente e consequentemente com menos acidentes tornou-se nos últimos meses o foco de ações da sociedade organizada, através da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (Setrat) e Gabinete de Gestão Integrada (GGI).

Os números mostram que o trabalho tem apresentado resultados positivos, conforme os dados relativos ao primeiro semestre de 2012, em comparação ao mesmo período de 2011, onde houve redução de 30,63% de acidentes nas ruas e avenidas de Rondonópolis.

De acordo com o levantamento da Setrat, a partir de dados do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), de janeiro a agosto de 2011 foram registrados 2.383 acidentes, enquanto que no mesmo período de 2012 foram 1.653, demonstrando a redução de 730 acidentes de trânsito. Neste mesmo período em 2009 foram registrados 2.113 acidentes e, em 2010, 1.988.

Leia também:  Força Tática, CAR e viaturas da PM realizam operações em Rondonópolis

Maio de 2011 foi o mês que apresentou o maior pico de acidentes desde 2009, quando foram registrados na zona urbana da cidade 385 atendimentos por esta causa. Os números passaram a decrescer, chegando a 229 acidentes em dezembro do mesmo ano. Em 2012, os acidentes também diminuíram, com maior queda em janeiro, acréscimo de março até maio e novas reduções em junho, julho e agosto, mês que finalizou com 215 acidentes.

O Programa Rondonópolis em Trânsito, aliado ao trabalho de sinalização horizontal e vertical, construção de rotatórias, fiscalização e ações educativas, permitiu mudar a situação. Os pontos mais críticos do trânsito de Rondonópolis foram apontados e neles foram realizadas ações para tornar a trafegabilidade mais segura a todos. As medidas incluem a instalação de 19 semáforos desde maio deste ano.

Leia também:  Após 10 anos, Censo Agro inicia no dia (9) a coleta de dados da região

Conforme o secretário de Transporte e Trânsito, Sérgio Negri, mais seis semáforos serão instalados até o final de outubro. Além disso, será realizado o trabalho de sincronização e a troca por lâmpadas leds. “O tripé sinalização, fiscalização e educação é essencial para a redução de acidentes e problemas relativos ao trânsito”, pontua.

Frota crescente

De acordo com dados do Detran-MT, foram emplacados em Rondonópolis a partir de 2007 a média de 10 mil veículos novos anualmente. Neste mesmo ano, também passou a aumentar o número de motos em relação a automóveis, chegando a 60% de motocicletas a mais do que veículos. No ano de 2000, a cidade tinha 21.212 carros e 12.831 motos. Até maio deste ano, Rondonópolis emplacou 50.547 carros e 54.639 motos.

Leia também:  Sanear passará a cobrar taxa de lixo a partir de outubro

Além disso, em termos de circulação diária de automóveis e motocicletas, Rondonópolis perde apenas para Cuiabá e muitos veículos que circulam na cidade foram emplacados em outros locais, como os cinco mil caminhões bitrens que ficam no município.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.