Foto: reprodução

A ex-senadora Serys Slhessarenko não deve abandonar o Partido dos Trabalhadores como fez um grupo de cerca de 200 petistas ligados a ela, na semana passada, em Cuiabá. O grupo estaria descontente com o andamento do processo eleitoral, por parte do candidato do partido à prefeitura de Cuiabá, Lúdio Cabral (PT). Serys afirmou que jamais passou pela sua cabeça sair da sigla, mas que apenas dará “um tempo” das atividades partidárias.

“Fico muito emocionada em ver esses companheiros, que sempre estivem junto comigo, me apoiando assim. São pessoas que sempre tiveram uma postura político-ideológica coerente. Mas, é uma situação complicada. Tem muita gente no partido que nos apoia, andei em quase 70 municípios do Estado fazendo campanha, e não posso abandonar essas pessoas”, disse a ex-senadora, ao Midia News.

Leia também:  Curso é ofertado gratuitamente para o público LGBT

Por outro lado, o candidato à prefeitura de Cuiabá negou qualquer tipo de imposição de andamento do projeto eleitoral e disse que desde quando postulou sua candidatura nunca teve apoio dessa corrente petista que saiu do partido.

Estes desfiliados do partido aderiram ao projeto eleitoral do empresário Mauro Mendes (PSB).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.