Após execução de PM, oito são mortos na Grande SP Foto: Edu Silva/Futura Press/Estadão Conteúdo

Oito homens foram mortos entre a noite de segunda-feira (8) e a madrugada desta terça-feira (9), após um policial militar ser executado a tiros em um posto de gasolina na cidade de Taboão da Serra, na Grande São Paulo. As mortes ocorreram em um período de cinco horas e meia. Entre os mortos estão dois suspeitos de matar o policial, que foram perseguidos pela PM até a cidade de Embu das Artes, município vizinho. Eles morreram depois de uma troca de tiros porque reagiram à abordagem policial.

O soldado Hélio Miguel Gomes de Barros, de 36 anos, foi morto na estrada Kizaemon Takeuti, no Jardim Panorama, por volta das 22h desta segunda-feira (8). A vítima estava em seu carro, um Polo preto, quando foi abordada por dois criminosos que ocupavam uma moto. Os bandidos não teriam dito nada antes de atirar no policial. A vítima ainda foi levada para o Pronto-Socorro da Antena, mas não resistiu aos ferimentos.

Leia também:  Homem se arrisca em correnteza e salva crianças ilhadas dentro de carro em SP

Após matar o PM, os bandidos fugiram em direção a Embu das Artes, município vizinho. Policiais que faziam patrulhamento de moto localizam os criminosos ainda na estrada Kizaemon Takeuti. Houve perseguição até a cidade de Embu, que terminou em tiroteio na rua Babilônia. Os dois suspeitos foram baleados. Um deles morreu no local e o outro ao dar entrada em um hospital da região.

Dois homens foram executados a tiros na rua João Antônio da Fonseca, no Parque Pinheiros, em Taboão da Serra, Grande São Paulo, na madrugada desta terça-feira (9). O crime aconteceu a cerca de um quilômetro do local onde um policial militar foi assassinado dentro de um posto de gasolina quatro horas e meia antes.

Leia também:  Todos assentos de ônibus e metrô tornam preferenciais por lei no DF

O duplo homicídio teria ocorrido por volta das 2h30. Uma das vítimas foi encontrada caída na via pública, enquanto a outra estava sobre a calçada. Elas já estavam mortas no local. A Polícia Militar não conseguiu encontrar testemunhas do crime.

Logo em seguida, três pessoas foram baleadas na rua Tereza Montez Sanches, que também fica a pouco mais de um quilômetro do posto de gasolina onde o soldado da PM foi assassinado. Segundo testemunhas, as  vítimas foram baleadas por criminosos que estavam em um Fiat Stilo prata. Um homem morreu e os outros dois feridos foram levados para um hospital da região.

Pouco antes das 3h30, um homem foi assassinado na rua Nicolau Gentile, localizada a menos de um quilômetro do local da execução do PM. Os atiradores ocupavam um Ford Fiesta preto e também acertaram duas pessoas que estavam ao lado da vítima. Os feridos foram socorridos.

Leia também:  Câncer de Marcelo Rezende avança e jornalista tem falência múltipla de órgãos decretada

Quase no mesmo horário, mais dois homens foram encontrados mortos na rua Sati Nakamura, no Jardim São Judas Tadeu, segundo a Guarda Civil Municipal de Taboão da Serra. O local fica a cerca de 2,5 quilômetros do posto de gasolina onde o PM sofreu o atentado.

A Polícia Civil vai investigar se, com exceção dos dois suspeitos mortos em confronto com a PM em Embu, as outras seis mortes têm alguma relação com o assassinato do soldado da PM.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.