A população brasileira está cada vez mais envelhecida por causa da diminuição do número de nascimentos no País. Os casais brasileiros têm, em média, 1,9 filho agora, enquanto essa marca superava os 6,1 filhos 70 anos atrás, na década de 1940. Os dados estão em um estudo divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O levantamento, que leva em conta os dados do censo demográfico 2010, mostra que o número de filhos por casal está em declínio desde 1940, com uma leve alta em 1950, período que coincide com um notório processo de modernização e industrialização do País.

Em apenas duas regiões brasileiras, as mulheres têm menos filhos que a média nacional. A média de nascimentos por mulher na região Sudeste chega a 1,7 filho, enquanto no Sul a marca sobe para 1,78. Em 1940, as médias eram 5,69 e 5,65, respectivamente.

Leia também:  Mulher é presa por deixar filha usuária de drogas acorrentada dentro de casa

De acordo com o estudo, a “região Sudeste, que era então a mais urbanizada do Brasil [em 1970], foi a primeira a experimentar maior redução no nível da fecundidade, uma vez que já apresentava alguns dos fatores socioeconômicos e comportamentais que futuramente teriam influência na generalização da queda da fecundidade no País”.

No Centro-Oeste, as mulheres têm, em média, 1,92 filho, enquanto no Nordeste, a marca supera 2,06 filhos por casal em 2010. Setenta anos atrás, porém, havia 6,36 filhos por mulher no Centro-Oeste e 7,15 no Nordeste.

A liderança, porém, pertence à região Norte, onde cada mulher tem, em média, 2,47 filhos. Em 1940, a quantidade de descendentes por mulher chegou a 7,17 por mulher. A queda no número de filhos por mulher tem tudo a ver com o bolso, segundo o IBGE.

Leia também:  Gato é queimado vivo com querosene e caso gera revolta em Curitiba

— Tais mudanças na sociedade parecem estar associadas à questão do custo de se manter um filho, o que contribui para definir o tamanho da família.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.