Cinco municípios de Mato Grosso estão entre os 20 maiores produtores de gado do país. Juntos eles reúnem 4,272 milhões de animais e respondem por 14,59% do efetivo total de bovinos do Estado, estimado em 29,265 milhões de cabeças, sendo o maior do Brasil, conforme Pesquisa de Produção Pecuária Municipal, divulgada nesta quinta-feira (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Exceto Juara, onde houve redução de 1,84% no rebanho, estimado em 927,838 mil cabeças, os outros 4 municípios (Vila Bela da Santíssima Trindade, Cáceres, Alta Floresta e Vila Rica) expandiram o rebanho.

Em 2010 o município de Juína também havia sido incluído entre os 20 principais produtores de carne bovina do país. Em comparação com o efetivo de bovinos registrado em Mato Grosso pelo IBGE no ano passado, houve uma evolução de 1,76% no rebanho mato-grossense. Com esse incremento, o Estado responde por 40% do rebanho bovino da região Centro-Oeste, de 72,662 milhões, e por 13,76% do efetivo nacional de bovinos que soma 212,797 milhões. Este ano, ao contrário do crescimento observado em 2011, o rebanho bovino mato-grossense pode retrair, avalia o superintendente da Associação de Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Luciano Vacari.

Leia também:  Governo aumenta em 11% os repasses para os municípios

Situação inversa pode ser deflagrada pelo elevado abate de fêmeas. “Mas essa é uma situação comum ao restante do país”. Em 2011, o efetivo nacional de bovinos aumentou 1,55% em relação a 2010, de 209,541 milhões. Quanto às variações no número de animais em cada município, Vacari observa que a transferência de áreas ocupadas com a pecuária para a agricultura é um dos fatores que impactam. “Mesmo assim temos conseguido produzir mais carne, porque o peso das carcaças está maior e isso elimina o risco de desabastecimento no mercado”.

Ainda na pesquisa do IBGE referente rebanho dos animais de grande porte, em Mato Grosso é registrado crescimento no efetivo de equinos (1,47%) totalizando 350 mil cabeças, bem como de búfalos (9,14%) num total de 16,148 mil animais.

Leia também:  Mato-grossense só paga 1% das multas ambientais, revela levantamento
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.