Foto: Divulgação / RBS TV
A fisioterapeuta Inês Nakashima, diretora-geral das Clínicas Physion, esclarece a seguir 10 mitos e verdades sobre a coluna vertebral. Confira:

1) Estar com sobrepeso contribui para as dores nas costas? VERDADE
A dor nas costas é mais comum em pessoas que estão fora de forma. O excesso de peso comprime a coluna, aperta os discos intervertebrais, tornando-os propensos à herniação e degeneração. Pessoas com a barriga muito grande forçam uma curvatura natural que temos na coluna lombar, levando a hiperlordose, o que gera uma alteração na postura. Mas pessoas muito magras, como as que sofrem de anorexia, também podem apresentar dores nas costas devido à deficiência de nutrientes e perda de massa óssea, que pode resultar em fratura.

2) Colchões mais duros são melhores? MITO
Um estudo de longa duração realizado na Espanha com pessoas que apresentavam dores nas costas não específicas mostrou que aquelas que dormiram em colchão de densidade média/firme tiveram menos dor do que aquelas que dormiram em colchão firme. No entanto, dependendo dos hábitos de sono e a causa da dor nas costas, pessoas diferentes podem precisar de diferentes colchões. O colchão bom é aquele em que você dorme e acorda descansado, recuperado, pronto para o novo dia.

3) A dor nas costas piora com a idade? MITO
Uma nova publicação de agosto de 2012 do Jornal Chiropractic Manual Therapy tentou responder essa questão. O propósito foi determinar se qualquer tipo de dor nas costas, do pescoço até a lombar, se tornava mais comum em população mais idosa através da comparação com a prevalência em pessoas de idade média. Também procuraram se havia aumento continuado até idade mais avançada.

Leia também:  Livro ensina o que fazer nos 1000 dias mais importantes do bebê

A revisão considerou 12 estudos. Os revisores concluíram que a dor nas costas não é mais comum em pessoas com mais de 60 do que aqueles em idade média. Também encontraram que a dor nas costas não aumenta conforme você envelhece. Na realidade, as pesquisas sugerem que a dor nas costas diminui em pessoas mais velhas.

4) Devemos sempre sentar com a coluna ereta? MITO
Tudo bem que sentar curvado é ruim para a coluna. Mas sentar muito reto por longos períodos também pode ser prejudicial. Se você passa muito tempo sentado, o ideal é, durante o dia, tentar levantar-se, fazendo pausas e evitando ficar muito tempo sentado. O corpo é desenvolvido para o movimento. Precisamos nos movimentar.

5) Tenho dor nas costas; por isso devo ficar na cama e repousar? MITO
Dependendo da fase da dor, por exemplo, na fase aguda da lesão, o repouso pode ser útil para acalmar a dor e evitar mais lesões nos tecidos. No entanto, a fase aguda geralmente dura poucos dias. Para dores de longa duração é recomendado movimento, atividade. Isso vai:
a) acelerar a cura através do bombeio do lixo metabólico;
b) prevenir reincidência de lesão pelo fortalecimento dos músculos, equilibrando a força dos grupos musculares opostos, e aumentar a flexibilidade;
c) aliviar a depressão pela liberação de endorfinas.

Leia também:  Tabus do sexo fazem mal à saúde

6) Exercício faz mal para a dor nas costas? MITO
Um grande mito. A verdade é que exercícios regulares previnem as dores nas costas. Para quem sofreu uma lesão aguda, os exercícios físicos devem ser feitos de forma controlada e orientada, adaptadas para a capacidade física do paciente. Conforme o paciente vai evoluindo, os exercícios gradualmente podem ir aumentando de intensidade. Assim que a dor aguda desaparecer, o recomendado é que seja inserido um novo hábito de vida, com rotina de exercícios para evitar a futura recorrência das dores nas costas.

7) Fisioterapia pode ajudar? VERDADE
A recomendação do Colegiado Americano de Médicos e da Sociedade Americana de Dor para o tratamento de dor nas costas é de que os médicos e pacientes considerem outras opções de cuidado que sejam comprovadamente benéficos, como a manipulação vertebral, massagem e acupuntura.

8) Quem sofre de dor nas costas precisa de cirurgia? MITO
Somente uma pequena porcentagem de pessoas que sofrem de dor nas costas requer cuidado cirúrgico. As pesquisas demonstram que aproximadamente 90% das dores nas costas desaparecem com o tratamento conservador, como a quiropraxia. Existem poucos casos onde a cirurgia seria indicada, como fratura cervical ou se a pessoa tiver sintomas como fraqueza nas duas pernas com piora progressiva, e/ou incontinência fecal/urinária cuja causa seja a coluna vertebral.

Leia também:  Cerveja e vinho para cachorros

9) A dor vem de dentro da sua cabeça? VERDADE
Toda dor é real, mesmo uma causa física que não consiga ser descoberta. O sistema nervoso recebe os estímulos de dor e “processa” essa informação no cérebro e responde a esse estímulo com a mensagem de dor. Portanto, a dor está toda dentro da cabeça, no cérebro.

10) Mesmo com dor, posso fazer minhas atividades favoritas? VERDADE
Pesquisas recentes em neurociência voltadas para o manejo da dor têm considerado, como tratamento a distração, a mudança de foco da dor para algo que dê prazer. Portanto, se jardinagem é algo que a pessoa com dor nas costas gosta muito de fazer, pela distração do cérebro e pela mudança de foco, é indicado que se faça essa atividade.

Mesmo que biomecanicamente a articulação, a coluna e os músculos possam ficar em posição inadequada, não devemos esquecer do cérebro, que é quem, na verdade, processa todas essas informações. Devemos exercitar o corpo físico e o corpo virtual (que é a imagem cerebral que temos do nosso corpo físico no cérebro).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.