Foto: Jean Pimentel / Agencia RBS
O perfume é sem dúvida um produto muito importante no dia a dia das pessoas, mas mesmo quem o usa diariamente tem suas dúvidas em relação as mais variadas fragrâncias, por isso separamos dez curiosidades sobre o assunto. Confira:

1) Onde aplicar: Atrás das orelhas, no pescoço e no pulso. Nesses pontos, a irrigação sanguínea é maior e a temperatura é levemente mais alta, o que faz a fragrância evaporar mais intensamente. Assim, o perfume é mais notado no ar.

2) Fragrância por ocasião: Apesar de não haver regras rígidas, os perfumes mais frescos combinam mais com o dia, enquanto aqueles mais sofisticados funcionam melhor à noite. Na hora da escolha, é importante avaliar o astral da pessoa e do local.

3) Fixação: A fixação depende da concentração da essência, das matérias-primas utilizadas na composição e da família olfativa a que pertence cada fragrância. Vanila, âmbar e madeira duram mais, enquanto as notas cítricas, mais voláteis, evaporam com mais facilidade e duram menos. Além disso, o tipo de pele e os hábitos da pessoa também influenciam na duração do cheiro. A dica: não opte por um produto ou por outro porque o fixador é melhor.

Leia também:  Batom colorido vai virar febre neste inverno

4) Durabilidade pela temperatura: Em dias de calor, o perfume evapora mais rápido e dura menos.

5) Lembranças do passado: O cheiro é uma forma de resgatar lembranças, remete a sensações e fatos vividos. Isso pode ser usado a seu favor: escolha fragrâncias de essências determinadas de acordo com o que você quer despertar. Entre elas, o cedro lembra o cheiro do lápis apontado na escola; a baunilha, os bolos da casa da avó e os aromas ozônicos, com o frescor do ar e da água, podem remeter à brisa do mar, lembrando férias na praia.

6) Atrair o sexo oposto: O perfume é um meio de comunicação entre as pessoas e, por isso, pode ser um grande aliado na hora da conquista. Homens com fragrâncias de fougéres frescos, que dão a sensação de banho recém tomado, são uma preferência entre as mulheres. As ousadas costumam gostar dos orientais ambarados, mais sensuais, enquanto as clássicas preferem os amadeirados. Os homens gostam mais de mulheres com fragrâncias florais e um pouco adocicadas – as mais femininas -, ou então com os chipres e orientais, que são uma arma poderosa de sedução.

Leia também:  Veja cuidados importantes para quem usa secador e chapinha

7) Diferença entre fragrâncias: A nomenclatura dos perfumes se refere às concentrações das fragrâncias. O Eau de Parfum tem entre 18% e 20% de concentração de essência, enquanto o Eau de Toilette, também chamado de Desodorante Colônia, é uma forma mais diluída, com cerca de 5% a 15% de essência. Já as Splashes Colônias têm uma concentração de 3% a 5%, sendo adequadas para usar a qualquer hora do dia, renovando a sensação de banho recém tomado. As Águas de Colônias são as mais fraquinhas: com até 2% de essência, podendo ser com álcool ou sem, são ideais para produtos infantis.

8) História do perfume: Os egípcios foram os primeiros perfumistas. Eles desenvolveram um processo de maceração de substâncias aromáticas, mergulhando ervas e flores em óleo e vinho, e usavam esse preparado como oferenda aos deuses no ato de embalsamar os mortos. Apesar de eles já terem feito uso pessoal do perfume, a indústria da perfumaria só se desenvolveu na virada do século XIX para o XX. A palavra deriva do Latim Per Fumum, que significa “através da fumaça”.

Leia também:  Veja como fazer para sua base durar mais na pele

9) Composição: Uma fragrância é resultado da mistura de matérias-primas naturais e sintéticas – e hoje a perfumaria tem à disposição mais de duas mil delas. É por isso que cada novo perfume lançado no mercado tem uma assinatura tão singular: é resultado de uma das muitíssimas combinações que podem ser feitas. Geralmente, para compor uma fragrância, essas matérias-primas são harmonizadas pelo tempo de evaporação característico de cada uma.

10) Cor: A cor natural de um perfume vai do incolor ao amarelo intenso. Aqueles coloridos levam corantes na fórmula para ficarem mais bonitos. Essa etapa é a última no processo de fabricação do perfume, depois que o fragrância já passou por um período de repouso e por um filtro. Concluídas todas essas fases, uma amostra é enviada para a análise, e só então o produto é envasado e vai para as prateleiras.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.