O Diretório Central dos Estudantes (DCE) emitiu uma nota de esclarecimento nesta quinta-feira (18), sobre uma matéria divulgada em um veículo de comunicação da cidade, onde questionam a origem de recurso para desenvolver a distribuição de material em relação ao movimento  “Meu voto é ficha limpa”.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal de Mato Grosso, campus Universitário de Rondonópolis (DCE/CUR/UFMT) é uma entidade de representação máxima dos estudantes, sendo uma associação civil sem fins lucrativos, de duração indeterminada, sem filiação político-partidária ou religiosa, livre e independente dos órgãos públicos e governamentais, regido pela lei nº 7.395/1985 e por estatuto próprio, com o nome “11 de Agosto”. Vem a público esclarecer que a respeito de sua participação na campanha “Meu voto é ficha limpa” foi por meio de ação dos seus diretores e sem qualquer contribuição financeira para aquisição do adesivo. Tendo o DCE sido convidada pela União da Juventude Socialista (UJS) para participar dessa campanha que teve a finalidade de conscientizar o eleitorado de Rondonópolis sobre a Lei da Ficha Limpa e defendendo o voto consciente, contra a compra e venda de votos, sendo efetuada em diversos pontos da cidade e também por meio de Pit Stop nos cruzamentos. Nessa perspectiva, podemos afirmar que o DCE agiu conforme suas missões de defender a democracia e de se envolver com a principal questão política que vivíamos na ocasião, e combatendo a corrupção no processo eleitoral, também em conformidade com a campanha desenvolvida pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Leia também:  Temperaturas devem chegar a 14°C no fim de semana em Rondonópolis

A Lei da Ficha Limpa é resultante de iniciativa popular que coletou mais de 1,3 milhões de assinaturas em todo o Brasil. Por ser uma nova lei em vigor, precisa ser mais divulgada para que o cidadão esteja apto e consciente quando for analisar os candidatos. Porque a lei torna inelegível a candidatura de políticos condenados em decisões colegiadas de segunda instância o que implica em temos ainda candidatos já condenados concorrendo ao pleito. Nesse contexto, reafirmamos a importância dessa campanha realizada pelas entidades.

Aliás, a UJS é uma organização de jovens estudantes, trabalhadores, artistas, esportistas, cientistas e intelectuais que atua compreendendo e respeitando a diversidade da juventude pela construção do socialismo, tendo a participação destes com idade até 29 anos. Sendo uma entidade suprapartidária porque entre seus militantes existem os apartidários e os partidários de diferentes partidos políticos brasileiros. Visto que é mais um equívoco apresentada na matéria online do site da Gazeta MT publicada no dia 04 de outubro de 2012, que afirma ser uma entidade ligada exclusivamente por jovens filiados ao PCdoB, definida nos termos: “ala jovem do Partido Comunista do Brasil”.

No que tange as lutas estudantis já desenvolvidas, podemos destacar dentre algumas que o DCE é solidário a luta por implantação de novas instituições públicas de ensino superior na cidade de Rondonópolis, tanto a luta pela implantação do campus da UNEMAT. Contudo, por ser uma entidade ligada a UFMT, campus de Rondonópolis, se empenha mais pela luta da emancipação do campus e a criação da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR). Fato esse exercido pela entidade em muitos atos públicos já realizados, também a participação de comissões em prol da criação da UFR e das reuniões de articulação política para tal fim, amplamente divulgados pela mídia local. Fato esse omisso e contrário do que foi descritos na matéria supracitada que não contém a assinatura do autor dela. O que torna a credibilidade suspeitosa dessa empresa de comunicação é o caso da publicação dessa reportagem ser feita sem ao menos ter procurado algumas das entidades envolvidas na campanha “Meu Voto é Ficha Limpa” para maiores esclarecimentos, conforme é expresso pelo inciso II do art. 12º do Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros (2007): “buscar provas que fundamentem as informações de interesse público”.

Leia também:  Entidades aderem à greve geral nesta sexta em Rondonópolis

Assim, é válido ressaltar a bandeira de luta defendida pelo movimento estudantil no país inteiro, a Democratização dos Meios de Comunicação, e reafirmada por meio da campanha lançada no dia 27 de agosto de 2012 por diversas entidades e movimentos sociais: “Para Expressar a Liberdade – Uma nova Lei para um novo tempo”.  Já que a liberdade de expressão é limitada e condicionada pelo interesse dos grandes meios ou do capital.

No tocante ainda essa reportagem, observamos mais uma injúria cometida contra as entidades já que o Passe Livre hoje é uma realidade na vida dos estudantes de Rondonópolis. Pois, foi alterado por meio da lei municipal nº 7.379, publicada em 03 de julho de 2012. Após árdua campanha do DCE e de outras entidades, como a UJS. Tendo as seguintes vantagens nesse momento: Ser universal a qualquer estudantes seja de instituição de ensino pública ou particular, desde que o estudante resida a uma distância de 2 Km entre vias públicas da instituição de ensino; Pode ser usado em qualquer horário do dia letivo; Contém a integração de duas horas; E o adicional de 20 passes no cartão do meio passe estudantil para quem comprovar a participação de atividade extraclasse.

Leia também:  Sanear realiza bloqueio da avenida Marechal Dutra

Para a entidade, a democratização do ensino no seu acesso e na sua permanência sempre foram eixos importantes para fazer da educação um fator de desenvolvimento e emancipação social. Tanto que vem realizando com a colaboração da UJS a campanha de conscientização desse benefício nas escolas e universidades do município de Rondonópolis.

É importante frisar que após a decisão em reunião da diretoria realizada no dia 17/10/2012, o DCE procurou contra argumentar essa reportagem. E por considerar o risco de haver alguma distorção das informações ou omissão parcial desta nota, a diretoria preferiu procurar outros meios de comunicação para divulgá-la.

Diretório Central dos Estudantes 11 de Agosto

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.