Hoje (9), comemora-se o Dia Mundial dos Correios. A data marca a fundação, no ano de 1874, da União Postal Universal (UPU), entidade que congrega os correios de 192 países. No Brasil, a data é celebrada com olhos no futuro. Os Correios, que completam 350 anos em janeiro de 2013, vivem um processo de transformação e revitalização. A empresa transporta 35 milhões de cartas e encomendas por dia e conta com 120 mil empregados.

Com a aprovação da Lei 12.490/11, a ECT se prepara para se tornar uma empresa de classe mundial, moderna e preparada para enfrentar os desafios dos novos tempos. Agora, a estatal pode atuar no exterior, adquirir ou ter participação acionária em empresas já constituídas e criar subsidiárias, além de consolidar a atuação nos segmentos postais financeiro, eletrônico e de logística integrada e ainda firmar parcerias comerciais para agregar valor à rede e à marca. Tudo isto sem deixar de ser uma empresa 100% pública, com o compromisso de assegurar a universalização dos serviços postais em todo o País e atender com qualidade e eficiência a população.

Leia também:  Agentes da PRF matam cavalos a tiros na frente de populares em GO

Os Correios estão investindo nesta modernização: já contrataram 10 mil empregados; estão contratando mais 3.302 de um total de 9.904 a serem admitidos até abril de 2013; investiram R$ 250 milhões na compra de 14 mil veículos e equipamentos e na construção, reforma e ampliação de 700 unidades operacionais, administrativas e de atendimento. Até 2015, a meta é investir R$ 4 bilhões em infraestrutura, pessoal e tecnologia. Em Mato Grosso, serão abertas agências próprias dos Correios em mais 17 cidades até 2014, sendo que cinco serão implantadas ainda neste ano.

Congresso — Neste ano, o Dia Mundial dos Correios coincide com a realização do 25º Congresso da UPU, em Doha, no Catar. Na quarta-feira (10), serão realizadas as eleições dos países integrantes do Conselho de Administração e do Conselho de Operações Postais — o Brasil é candidato a membro dos dois conselhos.

Leia também:  Mulher passa mal no Planalto gritando “Michel Temer, eu te amo” e “eu não quero morrer sem te ver”
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.