Cerca de 800 pessoas passaram pelo Museu Rosa Bororo para conferir a Exposição Itinerante do Patrimônio Imaterial de Mato Grosso (Expoimat) organizado por historiadores e antropólogo da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) em parceria com a Fundação Uniselva e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Além de observar peças e painéis, estudantes de 22 escolas e a comunidade puderam assistir palestras e vídeos que mostram os bens culturais intangíveis de Mato Grosso, como a Cavalhada, a Festa de São Benedito, a arte plumária Rikbatsa, a viola de cocho, a cerâmica de São Gonçalo, e outras manifestações culturais de cunho popular.

De acordo com a gerente do museu, Juscileide Oliveira da Silva Brito, Rondonópolis deu abertura na exposição que percorrerá por dez cidades de Mato Grosso e outros Estados brasileiros mostrando e fortalecendo a cultura matogrossense.

Leia também:  Cursinho Força e Honra oferece aos alunos palestra com Paulino Yoshida

A próxima exposição será em Goiânia, no Museu Antropológico da Universidade Federal de Goiás (UFG), a partir do dia 19 e passará também por Brasília e Campo Grande.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.