Em assembleia realizada na tarde desta sexta-feira (26/10), em frente ao Palácio do Buriti, os policiais civis em greve decidiram manter a paralisação por mais sete dias.

A reunião, que de acordo com o sindicato, contou com a presença de 2,5 mil policias, tinha como objetivo decidir os rumos da paralisação. Ainda segundo o sindicato, em reunião com o GDF na terça-feira (26/10), foram propostos a implementação do plano de saúde em janeiro de 2013, reajuste salarial de 15,8% e a transformação do cargo dos agentes penitenciários.

O secretário de Administração Pública, Wilmar Lacerda, contudo, esclareceu que o GDF não formalizou nenhuma proposta oficial. Segundo ele, houve autorização da União para que a pasta repetisse no DF o que foi proposto aos policiais federais – no entanto, apenas para os delegados da Polícia Civil.

Leia também:  Sem reforma, 80% do Orçamento irá para a Previdência em 10 anos, diz Meirelles
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.