Mato Grosso inseriu no calendário estadual a Semana de Conscientização da Importância da Doação de Medula Óssea, entre os dias 21 e 27 de maio. Com a realização anual dessa campanha, o autor da Lei, deputado estadual, Ondanir Bortolini –o Nininho (PR/MT) busca elevar o número de doadores no Estado.

O governador, Silval Barbosa sancionou recentemente a legislação, que será colocada em prática em maio de 2013, quando todos os municípios serão incentivados a realizar ações de orientação e conscientização sobre o tema.

Conforme os dados do início desse ano do Hemocentro MT, 26.517 pessoas estão cadastradas no Estado para doação de medula. Já o número de doares de sangue é quase três vezes superior, com 77.226 voluntários. Nininho acredita que a Semana irá ajudar para que mais doares de sangue, concordem em ser também doadores de medula.

Leia também:  João Moto Táxi é o vereador com maior número de indicações de projetos

“Com a sanção dessa Lei temos o apoio do Governo do Estado para ampliar essa discussão em mais municípios, pois, aumentando o número de doadores, elevamos a chance de salvar vidas de pacientes com leucemia e outras doenças”, salienta o parlamentar.

O transplante de medula óssea (TMO) é utilizado para o tratamento de inúmeras doenças do sangue, sejam elas benignas ou malignas; hereditárias ou adquiridas, explica a Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (Abrale).

A nova Lei propõe que no ato da doação de sangue, com a coleta de apenas 10 ml a mais, será possível realizar o teste de tipagem HLA para comparar a compatibilidade imunológica entre o paciente e seu potencial doador de medula óssea.

Leia também:  Lideranças comunitárias participam de qualificação em Rondonópolis

COMO DOAR

Atualmente, a doação de medula pode ser realizada no Hemocentro em Cuiabá ou em uma das 33 Unidades de Coleta e Transfusão (UCTs) localizadas no interior do Estado, que estão interligadas pela rede de computadores para cadastro no Redome.

Somente os Hemocentros e suas unidades descentralizadas fazem esse cadastro na rede pública estadual de saúde.

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.