Schumacher sai do foco para a entrada de Lewis Hamilton na Mercedes (Foto: Agência Getty Images)

O que já era esperado por muitos aconteceu no início da manhã desta quinta-feira. Em comunicado publicado em seu site oficial e lido na entrevista coletiva em Suzuka, o heptacampeão mundial Michael Schumacher, da Mercedes, anunciou, às vésperas do GP do Japão, que encerrará a carreira no fim desta temporada, aos 43 anos. Após retornar à Fórmula 1 em 2010, o piloto alemão decidiu abandonar definitivamente a categoria depois de três anos de resultados abaixo do esperado pelos fãs do automobilismo e por boa parte da mídia especializada.

O anúncio feito por Schumi aconteceu seis dias depois de o time germânico acertar a contratação do inglês Lewis Hamilton como principal atração para 2013 (Nico Rosberg é o segundo piloto). Agora o público tem mais seis corridas para ver na pista o maior campeão da história da categoria. E a despedida será em Interlagos, no GP do Brasil, em 15 de novembro.

– Embora eu ainda seja capaz de competir com os melhores pilotos que estão na ativa, em algum momento é bom dizer adeus, e é isso que estou fazendo nesta temporada. No último mês, eu não tive certeza se ainda tenho a motivação necessária para seguir em frente. Não é meu estilo fazer algo se não estou 100% dedicado. Com a decisão de hoje, eu me sinto livre dessas dúvidas. Certamente não conseguimos nosso objetivo de desenvolver um carro para lutar pelo título. Mas também é muito claro que eu ainda posso me sentir feliz pelas conquistas da minha carreira – disse Schumacher.

Leia também:  Árbitros de Mato Grosso participam de curso promovido pela CBF

Embora eu ainda seja capaz de competir com os melhores pilotos que estão na ativa, em algum momento é bom dizer adeus, e é isso que estou fazendo nesta temporada. No último mês, eu não tive certeza se ainda tenho a motivação necessária para seguir em frente. Não é meu estilo fazer algo se não estou 100% dedicado. Com a decisão de hoje, eu me sinto livre dessas dúvidas”
Michael Schumacher

Na lista de agradecimentos, o alemão não esqueceu de amigos, parentes, dirigentes, mecânicos e engenheiros. E dedicou uma citação especial à mulher Corinna pelo apoio ao longo dos anos. O piloto olhou para trás e avaliou o que mudou na sua personalidade.

Leia também:  Rodada "madrasta" coloca Luve de volta ao Z-4

– Nos últimos seis anos, aprendi muito sobre mim. Aprendi que posso me abrir mais sem perder o foco. Aprendi que a derrota é mais difícil e mais instrutiva do que a vitória. Nos primeiros anos da carreira, em alguns momentos eu perdi esse foco. Mas é bom fazer o que você ama e viver suas convicções, eu consegui fazer isso – afirmou.

Schumacher estreou na Fórumla 1 em 1991, primeiro como piloto da Jordan e depois da Benetton, pela qual conquistou seus primeiros dois títulos (1994 e 1995). Contratado pela Ferrari, deu início à sua trajetória na escuderia italiana em 1996, com um terceiro lugar. No ano seguinte, porém, Schumi acabou desqualificado do campeonato em virtude de um acidente pelo qual foi responsabilizado. A rotina de conquistas, entretanto, teve seu reinício em 2000, repetindo-se nas quatro temporadas seguintes.

Leia também:  Reway estará em jogo das eliminatórias da Copa do Mundo

No fim de 2006, o alemão voador anunciou sua retirada das pistas, mas retornou para a temporada de 2010, agora na também alemã Mercedes. Após um nono lugar na classificação geral no primeiro ano e um oitavo no segundo, Schumacher amarga em 2012 sua pior performance, ocupando atualmente a decepcionante 12ª colocação, após 14 provas disputadas.

Mesmo ainda sem vencer após sua volta às pistas, Michael Schumacher anuncia a aposentadoria com seu nome brilhando no alto da galeria dos grandes nomes da Fórmula 1 em todos os tempos. E nas seis provas restantes, nada de tirar o pé do acelerador.

– Quero me concentrar até o fim da temporada e aproveitar as últimas corridas junto com vocês. Vamos nos divertir – encerrou o heptacampeão.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.