O candidato Percival Muniz (PPS) é o novo prefeito de Rondonópolis. Muniz foi eleito com 57,52% (60.452 votos), Ananias Filho (PR) ficou com 38% (39.938) e Juca Lemos (PT) 4,48% (4.412). Brancos 2,74% e Nulos 4,61 somaram.

PERFIL DO PREFEITO ELEITO

Nome: Percival dos Santos Muniz

10 de Março de 1956 – 56 anos

Grau de instrução: Superior incompleto

Nasceu em Guiratinga

Cargos relevantes: Vereador (1983-1987, PMDB-MT), vice-prefeito (1997-2001, PMDB) e prefeito (2001-2005, PPS) de Rondonópolis. Deputado federal por duas legislaturas (1987-1991, PMDB-MT; 2007-2011, PPS-MT).

Outros dados: Foi diretor da União Nacional dos Estudantes (UNE). Proprietário rural.

Histórico de filiações partidárias: PMDB, PSB, PPS, PP e PPS

Filho de Otaviano e Dinalva, Percival Santos Muniz nasceu em 1956, é casado com Ana Carla Muniz e tem cinco filhos. Ele passou a infância na zona rural de Guiratinga e mudou-se para Rondonópolis aos 14 anos. Começou a militância política, em pleno período de forte repressão por parte da ditadura militar, no movimento estudantil, no curso de Geologia da UNB (Universidade de Brasília), quando foi diretor da UNE (União Nacional dos Estudantes).
Em 1982, foi eleito vereador de Rondonópolis e em 1986, Deputado Federal Constituinte por MT, onde junto com Ulisses Guimarães, o ex-presidente Lula, Mario Covas e outros grandes líderes – ajudou a elaborar a Constituinte Cidadã do País.

Leia também:  Jaleco Preto | Delegados mostram detalhes dos golpes do falso médico

Também administrou Rondonópolis por dois mandatos.  Quando assumiu a prefeitura em 1998, a cidade vivia grave crise institucional: salário do funcionalismo com sete meses em atraso, ruas esburacadas, coleta de lixo irregular e saúde pública em colapso.

Ele conduziu o processo  que fez Rondonópolis ‘ressurgir das cinzas’. Implantando uma gestão popular e socialista, diminuiu desigualdades sociais, melhorou a qualidade de vida, promoveu emprego e distribuiu renda. Entregou o cargo com mais de 800 obras, como a nova rodoviária, o estádio Luthero Lopes, a Revitalização do Cais, a nova sede da Prefeitura e a premiada Fábrica de Remédios.

Percival foi eleito deputado estadual em 2006. Com atuação firme, corajosa e independente, debateu alternativas para melhorias nas condições de vida dos mato-grossenses. Foi mentor das CPIs da Saúde e Unemat; sugeriu a implantação da escola em tempo integral; mais investimentos na saúde e segurança; propôs a criação de incentivos para recuperação de municípios com economias exauridas; defendeu a agricultura familiar; e apresentou projeto proibindo o nepotismo em MT.

Leia também:  Copa de 94 volta à tona com histórias de Romário e loira de Rondonópolis

Reeleito em 2010, o deputado Percival Muniz assumiu o compromisso neste novo mandato continuar sendo o porta-voz do cidadão na Assembleia.
Percival também é um dos construtores do PPS no Estado, do qual é o atual presidente regional.

PERFIL DO VICE-PREFEITO

Nome: José Rogério Salles
Idade: 59 anos (18/06/1953)
Naturalidade: Francisco Beltrao/PR
Estado Civil: Casado
Ocupação: Agricultor
Escolaridade: Superior Completo

 

José Rogério Salles é natural de Francisco Beltrão-PR, 56 anos, é Técnico em Contabilidade e Economista formado pela Universidade Federal do Paraná (1976), possui curso de especialização em Economia Rural pelo Corecon do Paraná (em 76) e MBA (Marketing Business and Administration) – Treinamento de Altos Executivos na Universidade de São Paulo (USP) em 1997.

Leia também:  1ª parcela do 13° deve movimentar R$ 200 bilhões

O pai de Rogério Salles, Adão Riograndino Mariano Salles foi o primeiro agricultor a cultivar soja em Mato Grosso. A família Salles mudou do Paraná para Rondonópolis em 1970, onde continua residindo e trabalhando na atividade agropecuária.

A mulher de Rogério Salles, Marília Salles (PSDB), foi vice-prefeita de Rondonópolis na gestão de José Carlos do Pátio (PMDB). Militante da política estudantil de resistência ao regime autoritário, Rogério Salles fez parte do antigo MDB (Movimento Democrático Brasileiro), e depois no PMDB. Foi secretário Municipal de Agricultura de Rondonópolis, de 1984 a 1985. Prefeito municipal de Rondonópolis de março de 1994 a dezembro 1996. Em 97, ingressou no PSDB, elegeu-se vice-governador do Estado de Mato Grosso, mas em abril de 2002 assumiu o governo, substituindo o governador correligionário Dante de Oliveira, que deixou o mandato para se candidatar ao Senado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.