A poucos dias das eleições, o Promotor de Justiça Eleitoral, Ari Madeira, divulgou uma Notificação Recomendatória para o dia de votação.

No texto o Promotor enfatiza que a Lei Eleitoral prevê pena de até quatro anos de prisão para quem oferece, promete ou dá vantagens patrimoniais ao eleitor por troca de voto, a lei ainda estabelece igual pena que pede ou recebe vantagem pelo voto.

A notificação ressaltou todo trabalho realizado em Rondonópolis por meio do Projeto Dignidade Eleitoral, que foi um trabalho conjunto de toda sociedade para impor com rigor os princípios básicos da moral e da ética durante as campanhas.

O Promotor conclamou toda cidade para que não se deixe vender em troca de “falsas promessas”. “Ao final das eleições, que o voto seja visto com o valor que efetivamente encerra, pois nele está todo o poder do cidadão para escolher aqueles que reúnem condições para representação do povo”, afirma Ari Madeira.

Leia também:  Oficinas comunitárias começam neste sábado (15) em Rondonópolis

O texto é finalizado com o pedido de que a cidade de Rondonópolis tenha Dignidade Eleitoral, agindo com postura digna e firme, votando com consciência e liberdade.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.