Foto: internet

O relator do processo do mensalão no STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, iniciou a leitura do seu voto sobre a última fatia do julgamento, que trata sobre o crime de formação de quadrilha.

Apesar de não adiantar quem irá condenar ou absolver, o magistrado ressaltou que os representantes dos núcleos do esquema se juntaram para praticar o crime de corrupção, já comprovado pelo plenário.

O ex-chefe da Casa Civil José Dirceu, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, e outros 11 réus são citados nesta fatia. A pena para o crime de formação de quadrilha é considerada baixa — um a três anos de prisão. Mas pode ser decisiva para levar alguns condenados à cadeia. Dirceu já foi considerado culpado pelo crime de corrupção ativa.

Leia também:  Criança de 9 anos é morta com tiro na cabeça por padrasto que tentou fugir

Na avaliação do ministro, os núcleos político, publicitário e financeiro estavam ligados com o intuito de comprar votos. Todos esses núcleos, na avaliação de Barbosa, eram comandados por José Dirceu.

Barbosa citou um depoimento do ex-deputado Roberto Jefferson, afirmando que o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e o publicitário Marcos Valério aprenderam a “mentir” com Dirceu.

— Os fatos mostram vínculos de hierarquia e subordinação entre o ex-chefe da Casa Civil José Dirceu e os membros do núcleo político, Delúbio Soares e Silvio Pereira.

Também comprovando a tese, Barbosa fez uma retrospectiva de todos os itens já julgados pelo plenário. O ministro também fez questão de lembrar o envolvimento de Marcos Valério.

— Marcos Valério, embora não fizesse parte do staff da Casa Civil, foi quem agendou reuniões entre José Dirceu e os membros do Banco Espírito Santo.

Leia também:  Homem é preso por falsificar assinatura de juíza e fraudar mandado de apreesão

O ministro lembrou que, no item 3 o plenário comprovou que Marcos Valério, Cristiano Paz e Ramón Hollerbach desviaram milhões de reais da Câmara dos Deputados e do Banco do Brasil.

Já no item 4, Joaquim destacou que há provas robustas de que o grupo simulou empréstimos bancários para conseguir recursos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.