A ex-senadora Serys Marly anunciou hoje (25) a sua desfiliação do Partido dos Trabalhadores (PT). O fato ocorreu um dia após a visita do ex-presidente Lula da Silva a Cuiabá para apoiar a candidatura de Lúdio Cabral a prefeito. Na semana passada a Serys havia descartado a possibilidade de abandonar o partido.

Juntamente com ela deixam o partido militantes que faziam parte de sua assessoria desde a época em que foi deputada estadual e depois senadora por oito anos, assim como dirigentes da legenda petista de alguns municípios. É a segunda baixa que impacta negativamente os quadros do PT. A primeira se deu no último dia 17, com mais de 300, embora o diretório assegure que, oficialmente, se desligaram da sigla apenas 97 pessoas.

Leia também:  J. Barreto é citado no mensalinho

Serys tomou a decisão por sentir-se isolada e prejudicada politicamente pelo chamado campo majoritário, capitaneado pelos ex-deputados federais Carlos Abicalil e Ságuas Moraes, que é secretário de Estado de Educação, e pelo estadual Alexandre Cesar, coordenador-geral da campanha de Lúdio. Ela não foi, sequer, convidada para estar presente na recepção ao ex-presidente Lula.

Com essa decisão, tudo indica que Serys deve caminhar em direção ao PSB. Amanhã, Serys, pode anunciar o seu apoio a candidatura de Mauro Mendes (PSB).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.