A Polícia Civil já identificou três pessoas acusadas de envolvimento na morte do vendedor de joias José Maria Gomes, 74 anos, uma delas identificada como Patrícia dos Santos Ferreira já está presa. Os dois homens Valdenir Pereira Neves e Welinton Pereira ainda estão foragidos. Uma terceira pessoa ainda é investigada, ela está detida com um mandado de prisão preventivo.

De acordo com o delegado responsável pelo caso Antônio Carlos Araújo a suspeita Patrícia foi quem realizou a ligação e atraiu José Maria até a casa localizada na Rua Jerônimo, no Bairro Jardim das Flores, dias antes ela também já havia efetuado ligações para agendar uma visita com o vendedor. Ela é amásia de Valdenir, dono da casa e um dos responsáveis pelo crime.

Leia também:  Frentista cai em golpe do envelope vazio e entrega veículo avaliado em R$ 6 mil

A polícia também encontrou na casa do pai de Patrícia, Ivanil Lara Ferreira, uma moto que havia sido roubada dias antes na Vila Operária. Ele afirmou que o amásio da filha deixou a moto lá antes de fugir.

Valdenir e Welinton foram localizados em um rancho as margens do Rio Correntes em Itiquira-Mt houve troca de tiros com a polícia e eles conseguiram fugir pelo rio. Eles abandonaram o carro, que foi usado no dia do crime, e vários documentos no rancho. No local e no carro foram encontradas joias e pertences da vítima.

Ainda há a suspeita de que José Maria tenha sido carbonizado ainda vivo, já que a Perícia não encontrou sinais de violência no corpo.

Leia também:  Durante rondas, PM prende dupla acusada de tráfico de drogas

Os acusados serão indiciados por sequestro seguido de latrocínio e caso sejam condenados podem pegar de 20 a 30 anos de reclusão.

Veja vídeo em instantes.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=_iX-8qh1ztQ[/youtube]

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.