No Brasil, estima-se que 40 milhões de brasileiros tenham varizes em algum grau. Desse total, 60% são mulheres acima dos 50 anos. Elas ocorrem em pessoas suscetíveis ao problema que ficam muito tempo na mesma posição. Vale lembrar que varizes são veias doentes nas quais o sangue se acumula no vaso, dilatando-o, em razão do fluxo invertido da corrente.

“As varizes costumam se manifestar principalmente em mulheres a partir dos 35 anos e são causadas geralmente por fatores genéticos. Apesar de genética ser a causa mais comum, outros fatores também são importantes, como obesidade, gravidez, vida sedentária, uso de anticoncepcionais ou reposição hormonal, além de cigarros” — diz o angiologista e cirurgião vascular Ricardo Tebaldi, dos hospitais São Luiz e Santa Virgínia.

Leia também:  Saúde | Os benefícios do pilates na vida de quem pratica essa atividade

Segundo Tebaldi, as caminhadas auxiliam no fortalecimento da musculatura das pernas e ajudam a impulsionar o sangue para o abdômen, evitando assim o refluxo.

Outra dica é manter as pernas esticadas ou para cima nos momentos de repouso. Isso facilita o retorno do sangue para a virilha, diminuindo o inchaço das pernas, o edema.

Tebaldi alerta ainda para um mito comum entre brasileiros, o de que cruzar as pernas é prejudicial para quem tem varizes. O especialista ressalta que o gesto só é prejudicial em pessoas com veias muito dilatadas e em áreas de dobra.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.