O Pulmão Inflável dedicado à reflexão sobre os malefícios causados pelo tabagismo e a poluição ambiental, tem recebido diariamente cerca de 600 pessoas em uma estrutura disponível para visitação com 220 metros em formato de pulmão. A visitação pode ser feita até o próximo domingo (21), em frente ao ginásio da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). O Pulmão Inflável integra a campanha Mato Grosso sem Fumaça.

O espaço destinado a um jogo eletrônico (quiz), um mapa interativo do corpo humano, uma boneca de acrílico fumante e o fogão à lenha ecologicamente produzido são as atrações mais comentadas do local. “A procura tem sido bastante intensa. Percebemos os comentários e avaliações positivas feitas pelos estudantes”, avalia a técnica da Gerência de Educação Ambiental, Rejane Barros.

Leia também:  Deputados de MT aprovam por 16 votos a 4 a PEC que limita gastos do governo durante 10 anos

A gerente de Educação Ambiental da Secretaria de Estado de Educação, Giselly Gomes, comenta que a experiência é bastante exitosa e já existem convites para que a exposição seja levada, ainda em 2012, para cidades do Norte do Estado. No entanto, segundo ela, ainda não há previsão quanto à execução da ação. “Para 2013 nós já elaboramos uma proposta para percorrermos as cidades com maior concentração de focos de calor”.

Para a professora de Ciências, Cirlene Dias de França, a exposição potencializa o conhecimento e estimula novas percepções sobre conteúdos que são ensinados em sala de aula. ‘Estamos trabalhando o aparelho respiratório e essa visita vem a contribuir para o processo de ensino e aprendizagem. É mais fácil a assimilação do conteúdo quando estão diante de modelos que incitam debates e reflexões sobre saúde e meio ambiente’. A professora leciona na Escola Estadual Emanuel Pinheiro, instalada em Várzea Grande. Ela acompanhou a visita de uma turma de estudantes da 2ª fase do 3º Ciclo de Formação Humana.

Leia também:  Exportação de carne bovina aumenta e MT atinge novo recorde

“Achei a estrutura muito interessante, principalmente a boneca que mostra os malefícios de quem usa o cigarro. Demonstra como o problema para saúde é grave”. A frase é do estudante Diego Vitor, de 14 anos, que foi ao local acompanhado de uma turma de mais de 40 estudantes da 3ª fase do Ciclo de Formação Humana, da Escola Estadual Porfíria Paula de Campos, de Várzea Grande.

Parcerias

O projeto é desenvolvido pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), em parceria com a Sociedade Mato-grossense de Pneumologia, Ministério Público do Estado de Mato Grosso, Corpo de Bombeiros, Secretarias de Saúde e de Meio Ambiente de Mato Grosso.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.