Foto: internet

O prefeito da cidade de Nova York, nos Estados Unidos, ordenou  o racionamento de gasolina devido à passagem da tempestade Sandy, na semana passada. Baseado em números das placas de carros – pares ou ímpares – os motoristas poderão comprar combustível em dias alternados, anunciou Michael Bloombergem um comunicado. As placas que terminam com uma letra poderão adquirir o combustível nos dias dos números ímpares, acrescentou.

O sistema, que segue um padrão parecido ao imposto em Nova Jersey na semana passada por causa de Sandy, começa às 18h desta sexta, horário local. O prefeito disse que apenas um quarto dos postos da cidade estão abertos. Veículos de emergência, ônibus, taxis e alguns outros veículos serão isentos do racionamento.

Leia também:  Fortes chuvas deixam dezenas de mortos e desaparecidos na China

Sandy provovou alagamentos, estragos no sistema de tranporte público e inúmeras avarias. O fenômeno provocou ainda o cancelamento de ao menos 41 voos, entre os dias 28 e 30 de outubro.

Os prejuízos materiais e financeiros ao longo do nordeste dos Estados Unidos após a passagem da supertempestade foram estimados em US$ 50 bilhões, sendo US$ 30 bilhões só no estado de Nova York, afirmou o governador nova-iorquino Andrew Cuomo nesta quinta-feira. “Esse é um número impressionante, especialmente com a situação financeira em que estamos”, disse Cuomo em entrevista coletiva, referindo-se à crise que afeta os Estados Unidos.

Tempestade de inverno
O nordeste dos Estados Unidos amanheceu com novos cortes de eletricidade depois de sofrer sua primeira tempestade de inverno uma semana e meia após o furacão Sandy. Mais de 715 mil lares estavam no escuro.

Leia também:  Onda de calor batizada com o nome de 'Lúcifer" provoca incêndios florestais na Itália

A forte nevasca que teve início na quarta-feira e se afastava da região nesta quinta-feira não provocou inundações, mas forçou o cancelamento de mais de 1.500 voos em Nova York, Nova Jersey, Filadélfia (Pensilvânia) e Boston (Massachusetts), antes da normalização dos aeroportos.

Segundo números do Departamento de Energia, 715.205 lares estavam sem energia elétrica nesta quinta-feira no nordeste do país, um aumento de mais de 92 mil em relação à manhã de quarta-feira, antes da nova tempestade.

Os novos cortes afetavam seis estados, principalmente Nova York e Nova Jersey (leste), que tinham 396.777 e 285.354 clientes sem luz, de acordo com a mesma fonte.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.