O beneficiamento da pluma já atingiu 89% da produção mato-grossense até dia 30 de outubro. São 129 algodoeiras ativas em todo o Estado, que devem encerrar suas atividades no início deste mês. Na região oeste, as beneficiadoras estão mais adiantadas no processo, cerca de 92% da produção passou pela usina, aponta o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Já na região sudeste, onde ficam Primavera do Leste e Campo Verde, o beneficiamento está dentro da média do Estado. Em meio ao pico da oferta de pluma na safra, o mês de outubro encerrou com um cenário negativo para o mercado da fibra, com preços aquém do desejado pelos produtores. A situação é reflexo das condições do mercado internacional. Segundo o Comitê Consultivo Internacional do Algodão (ICAC), a super oferta deve continuar na safra 2012/13.

Leia também:  Governo iniciou a atualização de regiões turísticas do estado para incentivar novos visitantes

Apesar da queda na produção mundial de pluma em 5%, serão 25,9 milhões de toneladas e o consumo deve ficar em apenas 23,4 milhões de toneladas, resultando um estoque 17% maior que o da safra 2011/12.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.