Petroleiro Cauvery ficou encalhado com passagem de ciclone; um tripulante morreu e seis estão desaparecidos (Foto: Reuters)

Oito pessoas morreram e outras seis estão desaparecidas após a passagem do ciclone Nilam pelo sul da Índia.

Um dos mortos e os desaparecidos faziam parte da tripulação do petroleiro Cauvery, que foi desestabilizado pelos fortes ventos, embora não tenha chegado a ir a pique. Outros 15 tripulantes do mesmo petroleiro foram resgatados pelas equipes de socorro.

O navio havia descarregado sua carga no porto de Chennai e ficou preso em uma praia próxima.

Embora o ciclone Nilam tenha chegado à costa sul da Índia com menos força do que fora previsto, algumas zonas da região permanecem desde esta quarta-feira (31) sem energia elétrica e vários colégios foram obrigados a fechar as portas.

Leia também:  Tiroteio dentro de igreja deixa idosos feridos nos EUA

Milhares de pessoas tiveram que deixar as áreas costeiras e buscar abrigo em escolas e prédios do governo.

Entre os mortos, além de um dos tripulantes do petroleiro, duas pessoas morreram no desabamento de uma casa. Um homem de 46 anos morreu afogado. Uma pessoa foi eletrocutada, e três morreram após a queda de uma árvore.

Segundo as previsões meteorológicas, as chuvas seguirão castigando a zona nas próximas horas, mas com tendência de perder intensidade. O ciclone chegou a alcançar velocidade de 75 km/h.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.