O deputado federal mato-grossense Pedro Henry (PP) foi condenado a sete anos e dois meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A decisão é do Supremo Tribunal Federal (STF), esta tarde. Ele terá que cumprir a pena inicialmente em regime semiaberto.

De acordo com a decisão dos ministros, ele foi condenado por dois anos e seis meses, além de multa de R$ 390 mil, por corrupção passiva. Já por lavagem de dinheiro, ele recebeu quatro anos e oito meses, mais multa de R$ 572 mil.

Henry foi líder do PP na Câmara dos Deputados na época do mensalão. Além deste caso, o parlamentar é acusado de envolvimento na Máfia das Sanguessugas, esquema de licitações irregulares para compra de ambulâncias. Henry também foi secretário de Estado de Saúde e atualmente exerce seu quinto mandato na Câmara.

Leia também:  Zaeli fala do projeto do IPTU e também sobre os problemas no Aeroporto Municipal
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.