Os vereadores da Câmara Municipal de Rondonópolis lembraram nesta quarta-feira (14), o Dia Mundial de Combate a Diabetes. Durante a Sessão Ordinária os parlamentares receberam a visita da médica endocrinologista pediatra Ana Claudia Amaral Vilela.

A endócrino pediatra Ana Claudia Amaral Vilela explicou que a doença precisa de cuidados diariamente, pois, caso não haja, surgem complicações que, além de possuir um alto custo de tratamento, pode resultar na morte do paciente.

De acordo com Ana Claudia, o município deve ter pelo menos 11 mil pessoas que possuem a doença e, por esse motivo, o grupo de famílias com casos de portadores de diabetes almeja a criação de uma associação para buscar mais recursos e atenção e, principalmente, a construção de um centro de atenção ao diabético com uma equipe multidisciplinar para realizar o tratamento das pessoas que possuem essa deficiência.

Leia também:  Mutirão de conciliação do Fórum Trabalhista acontece em Rondonópolis

O presidente da Casa de Leis, vereador Helio Pichioni (PR), concordou com a médica ao afirmar que a diabetes precisa de atenção especial ao relatar que a doença mata mais que as complicações cardiovasculares. Na opinião do vereador, em todo o país existe pouca mobilização sobre os cuidados e tratamentos da doença. “É uma enfermidade vista com pouca atenção na rede pública de saúde”, lamentou Pichioni.

Por conta disso, o presidente da Câmara propôs a elaboração de projetos que viabilizem a criação de um centro que possa atender de forma mais direta as pessoas que desenvolveram a doença, seja do tipo 1 _ que é diagnosticada ainda na infância e a pessoa depende de acompanhamento médico e do uso de insulina pelo resto da vida_ ou do tipo 2, que é desenvolvida na fase adulta, mas que precisa da mesma atenção.

Leia também:  Exposição de orquídeas é realizada no Museu Rosa Bororo em Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.